Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

Campo Grande

OAB realiza a 14ª Conferência de
Advocacia hoje em Campo Grande

Evento acontece nos dias 8, 9 e 10 de junho

8 JUN 2017Por BRUNA AQUINO11h:56

Com o tema “A Constituição Brasileira no Novo Milênio: Desafios, Avanços e Retrocessos” a Ordem dos Advogadas do Brasil, seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), realiza a 14ª Conferência de Advocacia, entre os dias 8 e 10 de junho, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

O evento é realizado a cada três anos pelas seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil, conforme disposição estatuária prevista no art. 80 da Lei Federal 8.906/94 (EOAB). O objetivo é fomentar o aperfeiçoamento da cultura jurídica e o debate do tema a ser abordado.

De acordo com o presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche, a conferência é um encontro muito importante para a advocacia brasileira. “A Conferência é o momento mais importante porque é nela que grandes debates são levados a discussão para que a ordem tenha um porto e farol para causas corporativas e de interesse da sociedade brasileira”, afirmou.

Segundo o Secretário-Geral Adjunto, Vinícius Monteiro Paiva, vários nomes estão confirmados. “Nomes que atuam em causas de grande importância do País vão trazer essa realidade para o Mato Grosso do Sul, trazer uma miscelânea de entendimentos, posicionamentos e de cultura jurídica para o advogado do MS”, ressaltou.

Um dos nomes que confirmaram presença na conferência é o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Pacheco Prates Lamachia.

As inscrições para a conferência podem ser feitas no site da Escola Superior de Advocacia de Mato Grosso do Sul (ESA/MS), por meio do link, http://esams.org.br/ver_curso.php?id=114 que é uma das parceiras do evento.

Para mais informações sobre a conferência, valores e dúvidas, o telefone para contato é  (67) 3342-4000. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também