Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SOLENIDADE

Novo desembargador do Tribunal de Justiça toma posse na próxima quarta

Zaloar Murat foi promovido para a vaga de Dorival Moreira, que se aposentou
17/04/2019 18:31 - GLAUCEA VACCARI


 

Solenidade de posse do juiz Zaloar Murat Martins de Souza no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul será realizada na próxima quarta-feira (24), às 16h. O magistrado foi promovido para integrar a mais alta Corte de Justiça de Mato Grosso do Sul na sessão do dia 20 de março, do Tribunal Pleno.

Conforme o Tribunal de Justiça, a partir da posse, o novo desembargador passará a compor uma das Câmaras Criminais e uma das Seções Criminais. Ele entrou no lugar do desembargador Dorival Moreira, que se aposentou.

O desembargador garantiu que continuará fazendo o mesmo trabalho feito por ele enquanto titular da vara de entrância especial.  “Quem conhece meu trabalho não vai se decepcionar. Continuarei empenhado, esforçado, agindo com bom senso nas minhas decisões. Prova disso é que por 14 anos fui juiz da infância em Dourados, o que requer tudo isso”, afirmou.

HISTÓRIA

Zaloar Murat Martins de Souza ingressou na magistratura em janeiro de 1989, na 10ª circunscrição, após aprovação no XI Concurso para o cargo de Juiz Substituto.

Em agosto do mesmo ano, uma promoção o levou para a comarca de Sete Quedas, onde permaneceu até março de 1991, quando, por remoção, passou a judicar em Itaporã.

Em março de 1995, foi promovido para a 1ª Vara de Amambai, comarca de segunda entrância. Foi diretor do Foro. Foi promovido para Dourados em março de 2001 e na comarca de entrância especial judicou na 6ª Vara Cível, sendo removido em 2004 para a Vara da Infância, onde permaneceu até a promoção para desembargador.

* Com informações da assessoria

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.