Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Em dez dias, MS teve média de 214 notificações diárias de dengue

Casos confirmados também aumentaram e somam 761 no Estado

14 FEV 19 - 18h:19GLAUCEA VACCARI

Nos últimos dez dias, 2.147 novos casos suspeitos de dengue foram notificados em Mato Grosso do Sul, o que dá uma média de 214 casos por dia,segundo boletim epidemiológico divulgado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). As notificações da doença chegam a 4.494 neste ano, sem nenhuma morte.

Conforme o boletim epidemiológico, além das notificações, foram confirmados 595 casos de dengue no período de 4 a 13 de fevereiro. De janeiro até hoje, são 761 casos confirmados.

Campo Grande é a cidade que concentra a maioria dos casos confirmados, com 466 pessoas com dengue. Três Lagoas aparece na sequência, com 125 confirmações e em terceiro, Sidrolândia, com 31 casos.

Ainda segundo o boletim, sete municípios do Estado tem alta incidência para dengue. Três Lagoas, Figueirão, Sidrolândia, Rochedo, Selviria, Água Clara e Aparecida do Taboado têm mais de 300 casos para cada 100 mil pessoas.

CAMPO GRANDE

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, disse que este ano é esperado um aumento considerável de casos de dengue na Capital, o que aumenta também  a necessidade do envolvimento de toda a sociedade.

“Precisamos despertar na sociedade o sentimento de colaboração. Se cada um fizer a sua parte nós iremos vencer a guerra contra mosquito”, complementou.

As ações de combate ao Aedes aegypti estão sendo intensificadas. Campanha “10 dias contra o Aedes” acontece em todas as regiões de Campo Grande até o próximo dia 22, em esforço concentrado para eliminar possíveis criadouros do mosquito que transmite a dengue, zika e chikungunya. 

Na manhã de hoje, policiais de várias unidades da Polícia Militar participaram de capacitação do programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário” da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Secretaria Municipal de Saúde (CCEV/Sesau). A partir da adesão ao programa, os militares devem auxiliar a eliminação de focos e do mosquito dentro e fora dos quartéis, através da difusão de informações e ações práticas.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Corregedoria do TJ abre procedimento para apurar caso de tortura de criança adotada em MS
INTERNADO

TJ abre procedimento para apurar caso de tortura de criança adotada em MS

Julgamento de recurso de PRF que matou empresário é adiado
PEDIDO DA DEFESA

Julgamento de recurso de PRF que matou empresário é adiado

Governo cria plano para combater altos índices de feminicídio no Estado
POLÍTICA PÚBLICA

Governo cria plano para combater altos índices de feminicídio no Estado

Homem tira criança de carrinho e arremessa de cabeça no chão
ESTADO GRAVE

Homem tira criança de carrinho e arremessa de cabeça no chão

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião