Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Sem previsão

"Não vou concluir o Aquário sem antes entregar Trauma", reafirma Governador

Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou que prioridade é entrega dos hospitais

9 OUT 2017Por BÁRBARA CAVALCANTI E DANIELA ARRUDA14h:04

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a declarar que não pretende concluir o Aquário do Pantanal sem antes finalizar as obras do Hospital do Trauma. Conforme o governador, o Aquário pode inclusive se transformar em uma pendência para a próxima gestão que assumir o governo em 2018, mas que seu foco no momento são as obras na área da saúde.   

"Acho que se tiver um acordo com o Ministério Público, com o Tribunal de Contas, com o Poder Judiciário, nós podemos transformar e concluir o Aquário e não deixar mais um elefante branco e obra inacabada, que seria a única que ficaria", pontuou o governador.  

O Governo do Estado segue sem previsão de quando as obras deverão ser iniciadas. No mês passado, foi entregue planilha com enxugamento de gastos elaborada pela equipe técnica da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).  

Na época, o secretário estadual de Obras, Marcelo Miglioli, explicou que o Governo trabalha com duas possibilidades de como dar andamento às atividades no Aquário. "Uma é uma parceria com a empresa Cataratas. A gente faz um repasse e eles concluem a obra. A outra é através dos contratos vigentes da Egelte, da Fluida e Climatec", explicou.  

Caso seja decidido pela segunda alternativa, devem ser firmados acordos em juízo, uma vez que o valor de aditivos que o governo já concedeu à Egelte Engenharia alcançou os 25% permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.   

Leia Também