AQUIDAUANA

Na internet, fotógrafo denuncia caça a jacarés; animais boiavam sem os rabos

Depois da publicação, a Polícia Militar foi ao local e constatou crime ambiental
07/01/2016 09:24 - Danielle Valentim


 

O fotógrafo João Éric, de 24 anos, flagrou na tarde desta quarta-feira (6) três jacarés mortos sem os rabos, no Córrego João Dias, em Aquidauana. O fato registrado próximo a Rua 7 de Setembro ganhou repercussão depois de uma publicação no Facebook, em que o jovem menciona possível caça predatória.

No Facebook, João publicou que costuma sair nos dias de folga para fotografar e prestigiar a natureza, quando na estrada localizada no final da Rua 7 de Setembro flagrou um jacaré no Córrego João Dias.

João parou para fotografar, mas percebeu que o animal estava muito parado e em busca de um melhor ângulo jogou uma pedra na água.  

"Observei que só moscas começaram a sair do animal, aí na hora pensei, não acredito está morto.. caminhei então um pouco mais para o lado, e mais adiante outro animal morto.. o córrego não sofreu nenhuma poluição para matar 2 jacarés, se fosse assim todos os pequenos peixes que vivem ali também estariam mortos (sic)", publicou.

O fotógrafo publicou a cena lamentável na internet e o fato rapidamente ganhou repercussão. A Polícia Militar foi até o local e para a surpresa eram três jacarés. "É lamentável [...] saber que foram vítimas de caça predatória e tiveram seus corpos desovados naquele local. Devemos preservar a fauna e flora do Pantanal para que futuramente nossos filhos tenham o mesmo privilégio que estamos tendo hoje (sic)", finalizou o fotógrafo, na publicação.

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental, que monitorava cardumes no Distrito de Camisão e Distrito de Piraputanga, no rio Aquidauana, deslocou-se até o ponto da denúncia, que era o Córrego João Dias, porém, devido à escuridão, os animais abatidos que constavam da informação não foram encontrados.

Na madrugada de hoje (7), militares retornaram ao local e encontraram três jacarés abatidos em estado avançado de putrefação, com apenas a cauda cortada. Os policiais fizeram ocorrência e encaminharão os autos à Polícia Civil, responsável pela investigação do crime. 

A PMA também solicita, que se alguém tiver alguma informação dos criminosos, ligue para o número (67) 3904-2070.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".