Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

INFORME PUBLICITÁRIO

Na Endo Car, pessoa com deficiência tem ajuda para requerer isenção que chega a 22%

Concessionária da Honda em Campo Grande é pioneira no atendimento exclusivo a pessoas com deficiência

1 MAR 19 - 08h:00INFORME PUBLICITÁRIO

Um atendimento especial e específico para o público que tem direito às isenções tributárias na compra de um veículo. Na concessionária da Honda em Campo Grande, Endo Car, quem recebe as pessoas com deficiência interessadas no benefício é a atendente Diani Cristina Torres, que explica minuciosamente todo o processo.

“Não é um desconto, é isenção do tributo que pode ser IPI, ICMS, redução de IPVA ou, se a pessoa financiar, também pode ter isenção do IOF”, enumera Diani Cristina. Dentro do programa “Honda Conduz”, o público definido como pessoa com deficiência (PcD) é aquele que apresenta deficiência física, mental, visual ou o autista, com comprovação via laudo médico. “É um laudo médico que a Receita Federal especifica e nós auxiliamos no processo de requerimento, mas quem autoriza é a Receita e a Secretaria de Fazenda do Estado”, completa Diani.

O papel da concessionária é o de auxiliar o cliente a juntar toda a documentação necessária e deixar o processo o mais transparente possível. “Porque, se a pessoa entrar na legislação, vai ver que é muito extenso. Este atendimento na Honda serve para isso, facilitar o requerimento das isenções. Se o cliente tem toda a documentação, a gente faz todo o processo aqui”, ressalta a atendente.

A pessoa que tem o direito escolhe o veículo e qual isenção quer usufruir. A de ICMS, por exemplo, está limitado em R$ 70 mil o valor do carro; dentro dessa margem, a Endo Car oferece o Fit Personal e o City Personal, veículos em versões de até R$ 69.990,00 que, com o valor de isenção, caem para cerca de R$ 54 mil. As versões só não contemplam rodas de liga leve e som, mas vêm com toda a instalação elétrica e câmera de ré.

Pelo fato de a fábrica da Honda ficar em Sumaré, no estado de São Paulo, Diani explica que uma das exigências do Estado é que a fábrica tem que acatar a isenção emitida pela Sefaz de SP, ou seja, o cliente precisa pedir tanto na Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul quanto na paulista, o que pode estender um pouco o prazo. “Ainda assim vale a pena, porque chega a 22% de isenção”, sustenta a atendente. E nada impede que o proprietário equipe o carro com itens a mais. Ele pode fazer o pedido para a concessionária de um kit de rodas ou som, por exemplo.

Fábrica criou o programa Honda Conduz para atender aos PcD.

Diani trabalha de segunda a sábado prestando este atendimento, dando as instruções desde o primeiro passo para que o futuro motorista do programa Honda Conduz saia satisfeito, usufruindo dos benefícios a que tem direito. “Temos esse passo a passo para que a pessoa consiga acompanhar tudo o que estamos fazendo, que é a relação de documentos necessários”, frisa. No entanto, a concessionária alerta que o requerente da isenção precisa estar em dia com os pagamentos na Receita Federal e no Estado.

A burocracia parece ser muita, mas em uma conversa rápida é possível entender toda a documentação necessária. Por exemplo, são dois tipos de laudos médicos que a Receita Federal pede, um para condutores e outro para não condutores, incluindo aí menores de 18 anos. “Quem tem o direito e tem CNH passa pela junta médica do Detran, que vai determinar quais adaptações necessárias para que o motorista continue habilitado”, descreve a atendente. No caso do proprietário não ser habilitado, ele pode indicar até três condutores.

Como as dúvidas podem ser muitas e as isenções variam a cada caso, Diani faz uma rápida entrevista com os clientes para verificar o que é possível dentro da deficiência apresentada. “Algumas doenças não dão direito porque não causam perda de mobilidade ou força”, diferencia.

O tempo para o veículo chegar pode levar três meses, por conta de todos os requerimentos. “Então, a pessoa vai pedir o carro no modelo e cor que escolher, e a Honda vai atender ao pedido dele dentro da capacidade de produção, que pode acontecer de um mês para outro, ou pode ultrapassar um pouco”, resume a atendente.

A Endo Car tem dois endereços em Campo Grande MS: um na Avenida Afonso Pena, 4.103, no Bairro Jardim dos Estados, também na Av. Fernando Correa da Costa, 733, Centro. Em Três Lagoas, o endereço é Avenida Rosario Congro, 3173 Centro. O horário de funcionamento é das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta, e aos sábados, o expediente vai até as 13h. Os contatos para falar com a Endo Car são: 3357-4500 (Av. Afonso Pena), 3322-9800 (Av. Fernando Corrêa da Costa), e 3929-3000 (Três Lagoas), ou pelo site: www.grupoendo.com.br.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Retorno a escola em Suzano tem terapia em grupo com pais e filhos

Mais 24 casas são entregues <br>no loteamento Bom Retiro
AÇÃO CASA PRONTA

Mais 24 casas são entregues
no loteamento Bom Retiro

BRASIL

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

STJ mantém efeitos de liminar que revogou prisão de Puccinelli
MÉRITO

STJ mantém efeitos de liminar que revogou prisão de André

Mais Lidas