Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

ANIVERSÁRIO DE FIGUEIRÃO

Município recebe recurso para matadouro e governo autoriza obra de asfalto

Governador também autorizou abertura de licitação no valor de R$ 2,9 mi

1 OUT 2017Por Izabela Jornada15h:06

Em comemoração aos 14 anos do município de Figueirão, comemorado ontem (30), a cidade recebeu investimento do Governo Federal no valor de R$ 750 mil para construção de matadouro na região. Além do incentivo federal, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), na ocasião, assinou autorização para abertura de licitação para obras de drenagem e pavimentação das vias urbanas da cidade, projeto orçado em R$ 2,9 milhões.

O município, que fica a 265 quilômetros de Campo Grande, tem plantel de aproximadamente 200 mil cabeças de bovinos para abate. O investimento inicial, no valor de R$ 750 mil, foi anunciado durante comemoração dos 14 anos de aniversário da cidade. 

O objetivo é abater o gado produzido na própria região. O empreendimento será construído pela prefeitura com recursos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). 

“O Ministério da Agricultura reconhece a qualidade da carne produzida aqui e vai oferecer tudo o que for preciso para que os produtores possam levá-la não só aos pontos mais distantes do País, como também ao exterior”, declarou o senador Pedro Chaves (PSC), que fez parte da intermediação para liberação do recurso. 

Na ocasião, foi lançado o Projeto Carne de Zebu, realizado no Tatersal da Fazenda 3R, uma das produtoras rurais do Estado. 

OBRAS
Obra de restauração asfáltica de diversas ruas do centro de Figueirão e a sinalização da Rua Cláudia José de Lima também foram inauguradas durante a comemoração do aniversário da cidade. 

Iniaciadas há dez anos, a ampliação do Hospital Municipal Mariana Silvério Furtado e a Creche Municipal são obras que foram inauguradas, porém, com recursos apenas do município. A creche é a primeira da cidade e leva o nome do menino de 8 anos, que morreu há dois meses em acidente trágico, durante jogo de futebol, onde trave de campinho caiu em cima dele, causando sua morte. 

E continuando as comemorações da cidade, 50 famílias cadastradas receberam as chaves da casa própria, no Residencial Figueira 2. 

O projeto das moradias faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida e foram investidos cerca de R$ 2,8 milhões em recursos federal, estadual e municipal, sendo que o terreno foi doado pela prefeitura.

Financiado pela Caixa Econômica Federal (CEF), cada unidade tem dois quartos, cozinha e área de serviço.

Leia Também