VEJA O VÍDEO

Mulher que pediu ajuda em ônibus diz a polícia que não foi agredida

Boletim de ocorrência foi registrado e Justiça decidirá se ele será preso
17/05/2019 10:57 - GLAUCEA VACCARI


 

Mulher de 38 anos que pediu ajuda dentro de um ônibus do transporte coletivo para fugir do ex-namorado, que tem medida protetiva, registrou boletim de ocorrência e afirmou que não sofreu violência após descer do veículo. Boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e a Justiça decidirá se o homem, de 31 anos, será preso.

Imagens gravadas por um passageiro do ônibus mostram a mulher implorando por ajuda, afirmando ter medida protetiva contra o suspeito e pedindo para que ele se afaste, enquanto o rapaz a chama de “amor” e pede para para ela parar com os pedidos de ajuda. A mulher ainda afirma ao motorista que pediu para que ele não abrisse a porta para o homem e, por fim, casal desce do ônibus sem que ninguém intervenha para ajudá-la.

De acordo com a Polícia Civil, o vídeo foi gravado na última quarta-feira (15) e boletim de ocorrência foi registrado na noite de ontem (16).

A vítima contou que ela e o rapaz namoraram por seis meses e, no dia 13 de abril, ela registrou boletim de ocorrência por lesão, dano e injúria contra ele, quando foi expedida a medida protetiva.

Na última quarta-feira, pela manhã, a mulher ligou para o ex-namorado e pediu para marcar um encontro para discutir dívidas adquiridas quando o casal ainda estava junto. Eles se encontraram a noite em uma lanchonete e a conversa acabou se transformando em discussão.

A mulher disse ainda que não foi ameaçada, mas sentiu medo e, como estava nervosa, correu e entrou no ônibus. O rapaz foi atrás e também subiu no coletivo.

Depois da situação flagrada no ônibus, em que ela pediu ajuda, ambos desceram, o homem ofereceu carona, vítima não aceitou e chamou um motorista por aplicativo, indo para casa. Ainda conforme a Polícia Civil, ela disse não ter sido agredida e nem ameaçada.

Sobre o fato do motorista não ter prestado ajuda, polícia afirma que ainda não está confirmado se ele será responsabilizado por algo, porque, a princípio, a informação é de que não houve ameaça e agressão a vítima.

Quanto ao rapaz ter se aproximado da vítima mesmo com medida protetiva, o Judiciário irá decidir se ele será preso ou não, tendo em vista a situação atípica, da vítima o ter convidado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".