Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 23h40min

DOIS IRMÃOS DO BURITI

Mulher que morreu esfaqueada em bar tem corpo furtado em cemitério

Caso intriga cidade e polícia pede ajuda até para população em busca do cadáver

12 FEV 19 - 18h:47RAFAEL RIBEIRO

A Polícia Civil investiga o furto do corpo de Rosilei Potronieli, 37 anos, do cemitério municipal de Dois Irmãos do Buriti. Ela foi assassinada na madrugada de domingo (10) após ser esfaqueada por um desconhecido em um bar de Terenos. As informações são do portal 'Buriti News'.

Segundo o portal, as polícias Militar e Civil foram acionadas pelo coveiro, que constatou o furto do corpo ao ver que o túmulo estava mexido.

A delegada Nelly Gomes dos Santos Macedo acionou a perícia e autorizou a retirada do caixão, que estava sem o corpo. A investigação do caso tem o apoio da Polícia Civil de Terenos, onde o crime de feminicídio  aconteceu.

Dona de casa, Rosilei morreu por golpes de faca desferidos por um homem identificado como Adailton Couto, desconhecido de familiares e conhecidos da vítima. Ele fugiu após o crime e não fora localizado até a publicação desta reportagem.

No dia do crime, o dono do bar relatou que a vítima estava pagando a conta no caixa quando o acusado chegou ao local em um Uno azul e a chamou para conversar ao lado do bar.

Poucos minutos depois, o autor sacou uma faca, esfaqueou a vítima e fugiu. Os golpes atingiram os braços, abdômen, nádegas e pernas de Rosilei.

A vítima foi socorrida de ambulância  ao pronto-socorro do município, mas morreu após ser transferida para Campo Grande.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Prefeito é investigado por mandar funcionários assistirem a show de noiva

BRASIL

Casal de empresários doa R$ 40 milhões para hospital que atende SUS

TRAGÉDIA DE BRUMADINHO

MP recomenda à Vale adoção de medidas de proteção de bens de removidos

BRASIL

Fake news são empecilho para aumento da vacinação contra HPV

Mais Lidas