Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

com machado

Mulher que matou marido
a machadadas alega legítima defesa

Ela estava com muitas lesões de suspostas agressões, disse delegado

24 OUT 2017Por MARIANE CHIANEZI16h:20

Suspeita de assassinar o marido com golpes de machado, Abigail Vieira da Silva Resquin, de 27 anos, apresentou-se à Polícia Civil ontem (23), em Coronel Sapucaia. Ela confessou o crime e alegou legítima defesa.

O delegado responsável pelo caso, Fabrício Dias dos Santos, disse ao Portal Correio do Estado que Abigail foi até a delegacia com o advogado.

“Ela alegou que estava separada da vítima [Daniel Resquin] e estava morando sozinha. Ele retornou para a casa dela uns dias antes e insistia em morar com ela. No dia dos fatos ela disse que foi agredida e 'perdeu a cabeça', matando ele”, disse o delegado.

Ainda conforme Fabrício, a suspeita estava com várias lesões no corpo e disse que eram agressões, onde afirmou serem consequência da violência doméstica cometida pelo ex-marido. Abigail e Daniel tem uma filha de 4 anos. A criança estava na casa no dia do crime e foi levada com a mãe na fuga.

Os exames periciais feitos no local do crime ainda não estão prontos e ajudarão a concluir investigações.

O CASO

Daniel Rodrigo Resquin, de 25 anos, foi morto com golpes de machado na madrugada da última quarta-feira (18), em fazenda na zona rural da cidade. Ele foi encontrado pelo vizinho desfigurado e ensanguentado.

No dia do crime, Abigail comentou com o vizinho, este que encontrou o corpo, que mataria o companheiro, pois horas antes havia sido agredida e ameaçada de morte.

O homem, entretanto, não acreditou na afirmação da vizinha e pensou que “seria uma brincadeira”.

Poucas horas depois, a testemunha foi até a casa do casal e chamou pelos moradores, mas ninguém atendeu. Ele, então, entrou na casa e encontrou o corpo ensanguentado, sendo que o rosto de Daniel estava totalmente desfigurado.

Leia Também