Quarta, 24 de Janeiro de 2018

Encontrada ferida

Usuários espancaram mulher por causa
de dinheiro; vítima morreu no hospital

Polícia investiga participação de pelo menos sete pessoas

12 JAN 2018Por RENAN NUCCI09h:35

A Polícia Civil identificou o envolvimento de pelo menos sete pessoas, nem todas de forma direta, no homicídio de Elizete Nogueira de Souza, 44 anos, ocorrido entre a noite de terça-feira e a madrugada de quarta-feira, em Amambai. 

A vítima, usuária de drogas, foi cortada com garrafa quebrada, agredida com socos e chutes e teve o crânio afundado com uma pedra, durante desentendimento com outros usuários por causa de dinheiro.

Ela foi encontrada seminua, gravemente ferida, na grama ao lado de uma casa na Vila Limeira, região de periferia da cidade. Chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital. Não é descartada suspeita de estupro. 

Segundo o delegado Mikhail Faria, responsável pelo caso, o desentendimento começou quando os suspeitos descobriram que Elizete estava com dinheiro no bolso. "Eles queriam que ela comprasse drogas", explicou.

Ela entrou em luta corporal com um dos autores, ocasião em que foi cortada com garrafa e depois levou pedrada na cabeça. O delegado pontua que nem todos os investigados participaram diretamente do assassinato e que apenas uma pessoa está presa. "Entre eles havia uma mulher que acabou capturada porque era foragida da justiça. Os demais estão identificados e investigamos o tipo de envolvimento deles".

Leia Também