Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Gritos de socorro

Mulher é libertada depois de passar dois dias sendo
torturada pelo marido

Vítima era mantida em cárcere privado desde sábado (8); crime foi denunciado ontem

11 AGO 2015Por LAURA HOLSBACK07h:51

Mulher, de 28 anos, foi liberada ontem (10), depois de passar dois dias sendo torturada e mantida em cárcere privado pelo marido, Aguinaldo Rocha da Silva, 42 anos. O crime ocorreu na residência do casal, localizada na Travessa José Pinto, loteamento Rio Belo, em Rio Brilhante.

Policiais militares receberam denúncia anônima, via 190, sobre o cárcere e, chegando ao local, constataram a veracidade da informação ao ouvir gritos de socorro da vítima.

Aguinaldo foi visto por policiais militares, pela janela do banheiro, com uma faca apontada para a convivente. A soltura da mulher foi negociada, o agressor aceitou liberá-la e foi preso em flagrante.

DOIS DIAS

À polícia, a vítima contou que estava sendo mantida em cárcere privado desde o sábado (8) e neste período foi torturada com barra de ferro, faca e lâmina de barbear.

Segundo a polícia, ela tinha diversos ferimentos por todo o corpo, inclusive manchas de sangue nas roupas. Além disso, policiais verificaram que aparentava estar bastante debilitada e reclamava de fortes dores.

O preso foi levado à delegacia de Polícia Civil e indiciado por ameaça (violência doméstica), sequestro e cárcere privado.  

Leia Também