Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FRONTEIRA

Caem as apreensões de cigarros do Paraguai

Mudança na fiscalização afugenta contrabandistas

12 OUT 19 - 09h:00DAIANY ALBUQUERQUE

A quantidade de apreensões de cigarros em 2019 teve grande redução – quando comparado ao ano anterior – em todas as forças policiais que atuam, principalmente, na faixa da fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai, principal rota do contrabando.

Isso pode ter sido causado pela mudança na forma como as fiscalizações estão sendo feitas este ano. De acordo com o diretor do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), coronel Marcos Paulo Gimenez, desde o início de 2019 a corporação tem atuado com maior intensidade em locais usados no ano passado como rota dos contrabandistas e traficantes.

Estudo feito com base em ocorrências registradas em 2018 no Sistema Integrado de Gestão Operacional (Sigo) mostrou os principais locais que os criminosos usavam para passar os produtos pelo Estado. Os pontos então foram mapeados e receberam reforço na fiscalização este ano. “Nós temos otimizado os recursos tanto de efetivo como de fiscalização e acreditamos que, com isso, os bandidos têmprocurado rotas alternativas para ingressar no Brasil, seja por Mato Grosso ou pelo Paraná”, explicou Gimenez.

O DOF foi a força policial que registrou a maior redução no período, com queda de 73,5% na quantidade de cigarros contrabandeados apreendidos de 1° de janeiro até o dia 30 de setembro. No período deste ano foram 226.286 pacotes contra 853.362 em 2018, ou 4.525.720 maços contra 17.067.240 maços tirados das ruas no ano passado. Para o diretor, isso é reflexo da mudança na forma de fiscalização e do efetivo localizado na região de fronteira.

“O DOF atua, principalmente, contra três crimes: contrabando, tráfico de drogas e furto de veículos. E tenho plena certeza que um dos fatores que levou a essa redução foi a otimização dos recursos. Nosso objetivo é prestar um serviço de qualidade e levar cada vez mais uma sensação de segurança à população, reprimindo tanto os criminosos que vem do país vizinho, como os que querem entrar nele”.

Outro fator que pode ter contribuído para a queda na apreensão seria a migração do contrabandista para o tráfico de drogas. Números do DOF mostram que durante o mesmo período da baixa apreensão de cigarros houve um aumento de 91% na apreensão de maconha. Até agora, a corporação tirou de circulação 90,5 toneladas de drogas, enquanto no mesmo período do ano passado foram 57 toneladas. Até o dia 17 de setembro foram 75.482 kg de maconha, contra 39.480 kg no mesmo período do ano passado.

A redução nas apreensões de cigarro também foi registrada pela Polícia Militar. Até o dia 8 de outubro, 6.922.410 maços de cigarros contrabandeados do Paraguai foram apreendidos no Estado. O número é menor do que foi pego até o dia 16 de setembro de 2018, quando haviam sido tirados das ruas 7.774.558 maços de cigarros ilegais.

No caso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que é a corporação que mais apreendeu o ilícito no período, a redução foi de 60% este ano em relação ao ano anterior. Em 2019, de 1º de janeiro até o fim de setembro, foram apreendidos 12.618.000 maços, contra 31.644.800 maços de cigarros no mesmo período de 2018.

APREENSÕES

No dia 17 de setembro, policiais do DOF apreenderam uma carreta bicaçamba Mercedes-Benz que transportava 45 mil pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai. A apreensão ocorreu durante fiscalização na região de Ivinhema – a 298 quilômetros da Capital. Esta foi a maior apreensão da carga neste ano feita pela corporação.

De acordo com a polícia, ao ser abordado o condutor logo confessou que transportava a carga ilegal. Ele contou que saiu de Naviraí – a 364 quilômetros da Capital – e tinha como destino a cidade de Três Lagoas – a 330 quilômetros de Campo Grande. O motorista de 28 anos – que não teve o nome divulgado –, também contou que já foi preso anteriormente pelo mesmo crime.

Na checagem do caminhão os policiais descobriram que a placa do veículo não correspondia às informações do documento. O condutor e a carga foram encaminhados para a delegacia da Polícia Federal de Dourados – a 228 quilômetros da Capital.

Apenas neste mês, a Polícia Federal apreendeu 1,5 milhão de cigarros contrabandeados do Paraguai por meio da Operação Horus. Entre os dias 1º e 8 de outubro, a PF fez duas grandes apreensões. A primeira ocorreu em Itaquiraí, no Assentamento Sul Bonito, onde os policiais encontraram 1,8 mil caixas de cigarros de origem paraguaia que estavam estocadas em um depósito. A carga correspondia a 900 mil maços de cigarro.

Já no dia 7 deste mês nova apreensão ocorreu também em Naviraí - no distrito de Porto Caiuá, divisa com o Paraná -, onde foram encontradas duas carretas carregadas com 1,2 mil caixas de cigarros, que continham 600 mil maços de cigarros.

Este ano, até o fim de setembro, a PF apreendeu 18 milhões de maços de cigarros, quantidade que representa queda de 72,7% nas apreensões, já que no mesmo período de 2018 haviam sido encontrados 66 milhões de maços. A queda no número de apreensões também reflete no prejuízo causado aos contrabandistas. Enquanto ano passado eles perderam R$ 330 milhões com a venda dos cigarros, esse ano o valor caiu para R$ 92 milhões.

OUTROS NÚMEROS

Em 2019, o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) também apreendeu 439 veículos e recuperou 97 que estavam com registro de roubo ou furto. Até terça-feira (8), a corporação prendeu 251 pessoas por tráfico de drogas no Estado. O DOF tem um canal que funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, para que a população possa tirar dúvidas, fazer reclamações ou mesmo denúncias anônimas. O contato pode ser feito por meio do telefone 0800 647-6300.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade
RANKING NACIONAL

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado
EVITE ATRASO

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

Crise do PSL trava projeto de reforma do Hotel Campo Grande, diz prefeito
PARADO

Crise do PSL trava projeto de reforma de hotel, diz prefeito

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro
MAIS 20 VEÍCULOS

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião