Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

CAMPANHA

MS tem a maior cobertura de vacinação contra sarampo do País

Estado atingiu 115,92% do público-alvo imunizado

13 DEZ 19 - 16h:29GLAUCEA VACCARI

Mato Grosso do Sul foi o Estado com maior cobertura de vacinação contra o sarampo no País, com índice de 115,92%, segundo balanço divulgado hoje (13) pelo Ministério da Saúde. No total, 99,4% das crianças de até um ano de idade estão vacinadas no país com a tríplice viral – sarampo, rubéola caxumba.

Neste ano, o Ministério da Saúde realizou duas etapas de vacinação contra o sarampo em municípios brasileiros que fazem fronteira com outros países, como é o caso de Mato Grosso do Sul, que faz fronteira com o Paraguai e Bolívia.

Outras duas campanhas foram realizadas, também em duas etapas: a primeira, destinada a crianças de 6 meses a menores de 5 anos, de 7 a 25 de outubro, terminou com mais de 100 mil doses aplicadas no Estado. Deste total foram 8.982 doses zero, destinada para crianças entre seis meses a menos de um ano, 38.888 da primeira dose, 43.137 da segunda dose e 12.599 da terceira dose ou mais.

Segunda fase da campanha foi focada na população de 20 a 29 anos e realizada de 18 a 30 de novembro. No Estado, 36.436 jovens faziam parte do público-alvo.

Mato Grosso do Sul tem dois casos confirmados de sarampo, sendo um homem 52 anos, morador de Três Lagoas, que viajou para Jundiaí, onde apresentou os primeiros sintomas, e um bebê de 10 meses, que foi diagnosticada após testes realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ela viajou para o estado de São Paulo, em agosto, e quando na volta para Campo Grande começou a apresentar os sintomas.

Além de Mato Grosso do Sul, atingiram a meta de vacinação contra o sarampo os estados de Alagoas (115,7%), Rondônia (114,4%), Paraíba (110,2%), Pernambuco (109%), Ceará (108,2%), Minas Gerai (106,7%), Espírito Santos (105,7%), Santa Catarina (105,4%), Paraná (102,8%), Tocantins (102,5%), Rio de Janeiro (101,7%), Sergipe (99%), Rio Grande do Sul (101,1%), Goiás (103,4%), Mato Grosso (97,2%), Amazonas (96,4%) e Rio Grande do Norte (96,2%).

Nove unidades federativas não atingiram a meta mínima, de 95%: Pará (85,4%), Roraima (87,9%), Bahia (88,9%), Maranhão (90%), Acre (91,4%), Piauí (91,9%), Distrito Federal (93,7%), São Paulo (93,9%) e Amapá (94,9%).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Critério é diferente para alvará de hospitais, dizem bombeiros
PERIGO

Critério é diferente para alvará de hospitais, dizem bombeiros

Fechado desde 2016, aterro interditado vai virar parque no Noroeste
CAMPO GRANDE

Fechado desde 2016, aterro interditado vai virar parque no Noroeste

Polícia investiga 29 casos de síndrome nefroneural em Minas Gerais
CERVEJA CONTAMINADA

Polícia investiga 29 casos de síndrome nefroneural em Minas Gerais

Nos pênaltis, Inter vence o Grêmio no Pacaembu e conquista a Copa São Paulo
COPA SP

Nos pênaltis, Inter vence o Grêmio no Pacaembu e conquista a Copa São Paulo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião