Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

MS recebe seis mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus

Testes serão feitos prioritariamente em profissionais das áreas de saúde e segurança
04/04/2020 08:34 - Glaucea Vaccari


 

Secretaria Estadual de Saúde (SES) recebeu, nesta sexta-feira (3), seis mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus e mais três mil testes comuns, de biologia molecular, enviados pelo Ministério da Saúde.  

Testes rápidos serão usados em profissionais da área de saúde que atuam em postos e hospitais e agentes de segurança que apresentarem sintomas, como policiais, bombeiros e guardas municipais.  

Resultados saem entre cerca de 15 a 30 minutos e objetivo é que profissionais que atuam na linha de frente no atendimento aos casos suspeitos e confirmados sejam diagnosticados e tenham oportunidade de retornar, de forma segura, as atividades, que são consideradas essenciais.  

Além da remessa enviada pelo Ministério da Saúde, a SES também tem processo em andamento para compra de dez mil unidades do teste rápido, que serão enviados prioritariamente a hospitais que atendam casos de Covid-19 nas macrorregiões do Estado.  

Este tipo de teste é indicado entre o sétimo e décimo dia do início dos sintomas, que incluem febre e tosse, e não é recomendado para uso em toda a população por não ser capaz de diagnosticar a doença no início.  

Quanto aos testes de biologia molecular – RT-PCR, serão usados para exames realizados pelo Laboratório Central (Lacen), em pacientes  com suspeita de Covid-19 de todo o Estado. Neste teste, resultados ficam prontos entre 24h a 72h após o recebimento da amostra. 

 

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...