Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Fora da realidade

MS precisa triplicar vagas para atender à demanda por presídios

Além de deficit de 8,3 mil vagas, MS tem 11,8 mil criminosos a serem presos

8 SET 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Mato Grosso do Sul precisa, praticamente, triplicar o número de vagas em seus presídios para atender à demanda. A considerar a superlotação observada nos estabelecimentos penais do Estado, hoje o deficit passa de 8,3 mil vagas  e ainda há 11,8 mil criminosos nas ruas, com mandados de prisão a serem cumpridos.

Mesmo que houvesse um esforço da polícia para o cumprimento de todas essas ordens de captura em aberto, o sistema penitenciário não teria onde custodiar os novos detentos.

O último levantamento da Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen)  indica que Mato Grosso do Sul tem 15.645 detentos nos três regimes prisionais (fechado, semiaberto e aberto), apesar de o número de vagas ser de apenas 7.327, abrigando uma população de 8.318 internos além da capacidade instalada. 

Para agravar o cenário de perspectivas, o Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aponta que Mato Grosso do Sul tem 11.892  mandados de prisão aguardando cumprimento. Há também o registro de 2.157 mandados já com o prazo de validade expirado.

*Confira a reportagem completa, de Thiago Gomes, na edição de hoje do Correio do Estado. 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também