Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Motoristas de aplicativo fazem carreata em protesto por morte de colega

Rafael Baron foi assassinado após ser chamado para corrida

14 MAI 19 - 14h:32GLAUCEA VACCARI

Motoristas de aplicativos de Campo Grande fizeram carreata por ruas da Capital, na manhã de hoje, em protesto após o assassinato do também motorista da categoria, Rafael Baron, 24 anos, que foi morto a tiros na noite de ontem, no Jardim Campo Nobre.

Diversos motoristas se concentraram em frente a Cidade do Natal e, por volta das 9h, percorreram em carreata a avenida Afonso Pena e Duque de Caxias, até o Aeroporto Internacional de Campo Grande, voltando pela mesma rota.

Nos veículos, vidros foram marcados com a hashtag “Luto”. O protesto é pedindo segurança, policiamento e regulamentação, tendo em vista aumento nos crimes contra motoristas de aplicativos.

Presidente da Associação de Parceiros de Aplicativos de Transporte de Passageiros e Motoristas Autônomos de Mato Grosso do Sul (Applic/MS), Paulo Pinheiro, disse ao Correio do Estado que há muitos casos de assaltos, sequestros e assédio contra motoristas, além dos que terminam em morte.

“A categoria se mobilizou e culminou com a carreata. É uma situação triste, lamentável e queremos de imediato a regulamentação que garante segurança aos motoristas”, disse.

Segundo Pinheiro, o transporte por aplicativo é fonte principal de renda de muitos motoristas e apenas a regulamentação garante direitos adquirido. “A empresa trata o motorista como ninguém e quando acontece algo trágico, não tem nenhum seguro. Isso é inadmissível”, disse.

Correio do Estado tentou contato com o presidente da associação dos motoristas de aplicativo, Jhonny Coelho, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.

HOMICÍDIO

Motorista de aplicativo foi morto com dois tiros por volta das 23h40 desta segunda-feira, em condomínio Reinaldo Buzaneli, no Jardim Campo Nobre, em Campo Grande. Rafael Baron, 24 anos, foi atingido no pescoço e braço e morreu na hora.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima conduzia um veículo veículo Gol de cor vermelha. Populares afirmaram que ao chegar no condomínio, o motorista foi abordado por um indivíduo moreno que vestia calça e casaco. Ele efetuou dois disparos de arma de fogo contra a vítima.

Carteira com documentos pessoais da vítima não foi encontrada e a suspeita é de que tenha sido subtraída pelo autor dos disparos. Moradores do residencial afirmaram que a vítima tentou arrancar com o carro e acabou atingindo outros dois veículos estacionados. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Troca de tiros termina com criminoso morto e policial ferido
JARDIM MONUMENTO

Troca de tiros termina com criminoso morto e PM ferido

Garras e Choque apreendem arsenal em residência do Monte Líbano
OPERAÇÃO

Garras e Choque apreendem arsenal em casa na Capital

Vereadores poderão perder <br> milhas acumuladas em voos oficiais
PROJETO DE LEI

Vereadores poderão perder
milhas acumuladas em voos oficiais

Agendamento para castração <br> será liberado nesta segunda
ON-LINE

Agendamento para castração será liberado nesta segunda

Mais Lidas