Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NÃO RESISTIU

Morre cadela que foi abandonada e teve pele arrancada

Morre cadela que foi abandonada e teve pele arrancada
11/06/2015 09:10 - ALINY MARY DIAS


 

A cadelinha Vitória, uma vira-lata que ficou conhecida nas últimas semanas depois de ter sido vítima de maus-tratos, não resistiu aos ferimentos e morreu. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (11) pela protetora que resgatou a vira-lata, Simona Zaim, em postagem em rede social.

Nos últimos dias, a cadelinha que estava internada desde que foi resgatada, no último dia 30 de maio, teve piora no estado clínico. Ela estava passando por tratamento em uma clínica veterinária depois de ter duas patas quebradas e boa parte da pele arrancada.

Na postagem, a protetora disse que de tudo foi feito pela filhote. “Nossa Vitoria virou uma estrelinha! Va em paz Guerreira, fizemos de tudo, nos desculpe.. .Vá descansar em lugar onde nao há mais sofrimento!!!”.

INVESTIGAÇÃO

A versão apresentada pela dona da cadela à polícia foi de que a vira-lata foi atropelada. Todavia, outras declarações prestadas por ela divergem com as informações apuradas por investigadores.

De acordo com a mulher, depois do acidente, ela levou a cachorrinha até uma clínica veterinária, porém, o tratamento do animal teria sido orçado em R$ 1 mil. Ela disse ainda que, sem dinheiro e desesperada, abandonou o animal em um terreno baldio.

“Com essa versão já ficou constatado o crime de maus-tratos”, garantiu, no início do mês, o delegado Wilton Vilas Boas, da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista (Decat)

Ainda de acordo com a autoridade policial, algumas informações declaradas pela empregada doméstica não coincidem com o que está sendo apurado durante a investigação da Decat.

Na delegacia, a mulher disse que não conhecia os quatro adolescentes acusados de torturar a cachorrinha Vitória e assumiu ser a única responsável pelos maus-tratos do animal. Todavia, a polícia tem a informação de que ela conhece os menores.

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...