Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 11 de dezembro de 2018

NA VÉSPERA

Mesmo com obras, clientes lotam o centro em busca de presente para os pais

Lojistas afirmam que houve aumento nas vendas em relação aos dias normais

11 AGO 2018Por GLAUCEA VACCARI E FÁBIO ORUÊ16h:49

As obras do Reviva Campo Grande, na rua 14 de Julho, não impediram os consumidores de irem às compras no centro da Capital, na véspera do Dia dos Pais. Neste sábado, movimento é intenso e lojistas comemoram o aumento nas vendas por conta da data, comemorada neste domingo (12), enquanto os filhos buscam por presentes de última hora.

A atendente Eloá Karolins, 25 anos, foi ao centro acompanhada da mãe, a aposentada Eroni dos Santos Karolins, 65, comprar presente para o pai, Ernesto, que faz aniversário amanhã, tornando a comemoração dupla. Elas optaram por um kit completo, de calça, short e camiseta e afirmaram que os preços estão acessíveis. "Tem coisas baratas, mas o trânsito está horrível, muito difícil de estacionar", afirmou.

A professora Andreia Leal, 30 anos, deixou para comprar o presente na véspera por falta de tempo. Ela afirmou que trabalha durante a semana e aproveitou o fim de semana para realizar a compra. Mesmo com intenção de gastar entre R$ 100 e R$ 200, ela achou os preços caros e ainda estava na procura. A intenção é dar algo que seja útil para o pai, "tipo camiseta, perfume".

Proprietário de uma loja de roupas, Ivan Amorim disse ao Correio do Estado que as vendas foram cerca de 30% maiores do que nos dias normais. “O que mais tem saído é camiseta, na faixa dos R$ 30”, disse.

Funcionário de uma loja de roupas masculinas, que preferiu não ser identificado, disse que a melhora para o comércio também é maior quando comparado ao mesmo período de 2017. “O movimento tá muito bom, esse ano está melhor do que no ano passado. Está saindo de tudo, camisa, camiseta, terno, calça”, afirmou.

Já Maria Isabel, gerente de uma loja de roupas masculina e feminina, afirmou que houve aumento, porém não muito significativo, de apenas 3%. “As vendas estão fracas. Tem muita procura, mas não está saindo quase nada. É porque é começo de mês, geralmente é assim”, lamentou a comerciante.

A maioria dos comerciantes informaram que camisetas são os itens preferidos pelos filhos para presentear no Dia dos Pais.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também