Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

MUDANÇA

Megaoperação antecede piracema e cota zero

Pesca passa a ser proibida nos rios em 2020

5 OUT 19 - 09h:00FÁBIO ORUÊ

O decreto da Cota Zero só passa a valer integralmente para pescadores amadores ou desportistas a partir de março de 2020. Porém, com a Piracema começando no início de novembro, os amantes e profissionais da pesca terão somente um mês para exercer o hobby e também garantir o estoque de pescado para os próximos meses, já que a atividade ficará proibida no período de 5 de novembro de 2019 até 28 de fevereiro do ano que vem.

Na próxima semana, o feriado “prolongado” – que compreende os dias 11, 12 e 13 – oferece a oportunidade de pesca em destinos dentro de Mato Grosso do Sul. Apesar da boa ocasião, é preciso tomar cuidado com o tipo de pesca, com o local onde ela será feita e com a espécie do peixe, já que o Decreto nº 15.166, publicado no dia 22 de fevereiro de 2019, também é válido para turistas, pescadores profissionais, para quem pratica a pesca comercial e para fins científicos, além dos amadores. 

Para evitar os excessos, a Polícia Militar Ambiental (PMA) iniciou a Operação Pré-Piracema no dia 1° de outubro. A ação ocorre no período em que vários cardumes já se encontram formados e, por esta razão, a quantidade de turistas e pescadores no Estado aumenta.

A operação envolve 360 policiais de 26 subunidades da PMA e também englobará as operações Padroeira do Brasil e Dia de Finados, que são realizadas todos os anos neste mês. A fiscalização se estenderá até o dia 5 de novembro, às 8h, quando se inicia o período de fechamento da pesca na Bacia do Rio Paraguai.

Para atender à demanda, os trabalhos administrativos serão reduzidos durante o período para o emprego do maior número possível de policiais. Além do combate e prevenção à pesca predatória, os trabalhos preventivos e repressivos ao tráfico de papagaios precisam continuar no período reprodutivo da espécie – entre agosto e dezembro.

REGULAMENTO

Quando o período acabar, em fevereiro de 2020, e o decreto da Cota Zero começar a valer de forma integral, os pescadores amadores terão mais restrições do que atualmente. Essa categoria pode pescar e transportar cinco quilos de pescado, um exemplar de qualquer espécie e cinco exemplares de piranha. 

Vinte e uma espécies diversas, entre elas, jaú, pintado, pacu, corvina e piau, foram listadas com tamanhos mínimos para captura no sistema pesque e solte.

Segundo cartilha divulgada pela PMA, as áreas onde a pesca na modalidade pesque e solte é permitida são no Rio Negro, no trecho da confluência com o Córrego Lajeado – próximo à cidade de Rio Negro –, até o brejo existente no limite oeste da Fazenda Fazendinha, no município de Aquidauana; no Rio Perdido, em toda sua extensão, compreendendo Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho; no Rio Abobral, em toda a sua extensão, em Aquidauana e Corumbá; e no Rio Vermelho, em Corumbá.

O pescador que usar petrechos ou métodos não permitidos, não estar portando a autorização ambiental emitida pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), carregar pescado em quantidade superior à permitida, pescar em locais e épocas com restrições, ser flagrado com pescado considerado especial ou em extinção ou não seguir o tamanho mínimo ou máximo por espécie pode ser autuado com uma infração administrativa no valor entre R$ 700 e R$ 100 mil, mais R$ 20 por quilo do pescado irregular e terá todos os produtos da pesca apreendidos.

O QUE MUDA A PARTIR DE 2020

* Pesca amadora ou desportiva será somente no sistema pesque e solte.

* Cota Zero para transporte, ficando somente autorizado o consumo no local da captura, dentro do limite do tamanho do exemplar.

* Pesca amadora não poderá ser na modalidade subaquática.

* Pescadores amadores e profissionais devem ter cadastro no Imasul e sempre portar o documento de autorização ambiental.

* Cota mensal para pescador profissional é de 400 quilos de pescado. 

* O peixe deve ser mantido inteiro, para fins de fiscalização. 

* Pescador amador que for condenado pode ter a autorização cancelada ou suspensa.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Por conta própria, Arthur luta por melhorias em Dourados desde os 6 anos
MINI REPÓRTER

Por conta própria, Arthur luta por melhorias em Dourados desde os 6 anos

Após incêndio em transformador, parque ficará sem iluminação nesta segunda
CAPITAL

Após incêndio em transformador, parque ficará sem iluminação

Sem reforma, Horto Florestal tem "piscina de lodo" e preocupa frequentadores
PARQUE

Sem reforma, Horto Florestal tem "piscina de lodo" e cenário de abandono

Com três vítimas de MS, tragédia da boate Kiss completa sete anos
INCÊNDIO

Com três vítimas de MS, tragédia da boate Kiss completa sete anos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião