Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FRONTEIRA

Médico é executado a tiros
de pistola ao sair do plantão

Suspeito passou horas esperando vítima sair do trabalho

11 JUN 19 - 15h:43GLAUCEA VACCARI

Médico paraguaio Jose Marcial Centurion Caceres, 50 anos, foi executado a tiros de pistola ao sair de seu plantão na tarde de hoje, em Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira fronteira com o Brasil por Ponta Porã. 

De acordo com informações do site Porã News, o médico trabalhava no Instituto de Prevision Social, o equivalente ao INSS no Brasil. No início da tarde de hoje, ele deixou o local e ao entrar em seu carro, foi surpreendido por dois pistoleiros, que estavam em uma motocicleta e efetuaram vários disparos de pistola 9 mm contra a vítima, que morreu no local.

De acordo com testemunhas, o pistoleiro ficou várias horas esperando o médico sair do plantão. Ainda segundo testemunhas, pelo menos 15 disparos foram ouvidos. 

Investigadores da Divisão de Homicídios e da Direção de Investigações Criminais de Casos Puníveis da Policia Nacional do Paraguai recolheram imagens de câmeras de segurança próximas, que podem ajudar na identificação dos suspeitos. Não há informações sobre as motivações do crime e o caso será investigado. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Quadrilha de roubo no Centenário agrediu criança em outro crime
DESARTICULADA

Quadrilha de roubo agrediu criança no Vilas Boas

Justiça nega recurso e mantém guardas em liberdade provisória
GRUPO DE EXTERMÍNIO

Justiça nega recurso e mantém guardas em liberdade

Mandante de roubo no Centenário pediu saída para terminar TCC
"PRIORIDADES"

Mandante de roubo pediu saída para terminar TCC

Mesmo com caçambas, lixo é descartado irregularmente na 14
14 DE JULHO

Mesmo com caçambas, lixo é descartado irregularmente

Mais Lidas