Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

Educação

MEC reabre renovação de contrato do Fies a partir desta segunda

10 AGO 2015Por FOLHAPRESS08h:39

Os estudantes já inscritos no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) podem renovar o financiamento com o governo federal a partir desta segunda-feira (10) no site do Sisfies (http://sisfies.mec.gov.br/). Esta é a quarta vez que o MEC (Ministério da Educação) prorroga o prazo de renovação dos contratos.

Os candidatos terão até 31 de outubro para efetuar aditamentos, transferência do curso financiado ou suspensão do contrato. O aditamento é o processo pelo qual o aluno dá continuidade ao seu contrato com o MEC e garante a continuidade do financiamento de seu curso.

Na semana passada, o MEC informou que o número de contratos pendentes de renovação, do total de 1,9 milhão em vigor até 2014, era de pouco menos de 100 mil.

A abertura para aditamento é válida tanto para esse público como para aquele que obteve crédito estudantil a partir do primeiro semestre deste ano -foram 252,4 mil novos contratos no início de 2015.

RESULTADO FIES 2° SEMESTRE

Na última sexta (7), a Justiça Federal suspendeu a divulgação do resultado do processo seletivo do Fies do segundo semestre até que o MEC preste esclarecimentos sobre os critérios de distribuição das vagas no país.

As inscrições terminaram no dia 6 de agosto, e a divulgação do resultado estava prevista para esta segunda. Ao todo, o MEC ofertou nesse processo de seleção 61,5 mil novas vagas.

A decisão foi tomada pelo juiz federal Francisco Renato Filho, após questionamento da Anima Educação, dona de instituições como UniBH, São Judas e Unimonte. A empresa apontou, segundo o documento, "inconsistências e desigualdades" na seleção do segundo semestre.

A Anima Educação informou que decidiu ingressar na Justiça para "garantir a transparência, a ética e a observância, pelo Poder Público, das regras inerentes ao Fies". Procurado, o MEC informou que não vai comentar o assunto porque ainda não foi notificado da liminar (decisão provisória).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também