FALSO FRETE

Mais um integrante da quadrilha do falso frete é preso em Campo Grande

Batalhão do Choque da Polícia Militar encontrou Kelvin Velasques Ferreira
05/09/2017 09:42 - BÁRBARA CAVALCANTI


 

Outro integrante da quadrilha que aplicava o golpe do falso frete foi preso na manhã de hoje (5) em Campo Grande. 

De acordo com informações do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Kelvin Velasques Ferreira, de 25 anos, estava foragido do regime semiaberto e foi preso no Bairro Dom Antônio Barbosa.

Kelvin tem diversas passagens pela polícia desde 2009, quando ainda nem tinha completado 18 anos de idade. Ele já cometou os crimes de roubo, tentativas de furto, desacato, violência doméstica, lesões corporais e tentativa homicídio.

Ele também tem um registro por ter cometido um homicídio qualificado encomendado por outra pessoa.  

FALSO FRETE

Kelvin fazia parte da quadrilha que aplicava golpes de falsos fretes desde o final do mês de junho deste ano. Na semana passada, a polícia já tinha conseguido identificar parte do criminosos especializados em praticar estes crimes em Mato Grosso do Sul.  

Os integrantes do grupo criminoso recebiam ordens de pessoas para cometer os crimes e alguns deles fazem parte da facção Primeiro Comando da Capital (PCC).  

No dia 1º, o grupo foi descoberto por policiais do Batalhão do Choque da PM uma semana depois de terem feito mais uma vítima em Campo Grande. O motorista tinha sido amarrado e amordaçado pelos criminosos.  

Ainda na semana passada os militares prenderam Jonathan Henrique, Erickson Velasquez - irmão de Kelvin -, e Erivelton Cebalho , o responsável por guardar a arma do crime.

Após as prisões, outros três integrantes, que já estavam presos, foram identificados: Emerson Malta Ferreira, Ricardo de Souza e Maurício Corrêa de Oliveira, o líder do grupo.  

O CRIME 

No dia 24 de agosto, homem de 62 anos foi vítima do golpe do falso frete e ficou durante seis horas sob a mira de um revólver em Campo Grande. Ele foi resgatado por militares do Batalhão de Choque da Polícia Militar amordaçado, com mãos e pés amarrados. 

O motorista contou que foi contratado por celular para fazer um frete da Capital até a cidade onde mora, Rondonópolis (MT). 

O encontro com o falso contratante aconteceu em frente ao Atacadão, na saída para Cuiabá. Dois criminosos armados entraram no caminhão e anunciaram o assalto. 

O motorista foi levado para casa na Rua Otacílio Machado no Jardim Nhanha, amarrado e amordaçado. Ele ficou vigiado por um dos ladrões até as 2h. O outro fugiu com o caminhão. 

Durante a madrugada, policiais receberam ligação anônima em que informavam sobre a localização da vítima. Eles foram ao local e conseguiram resgatar o homem.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".