REDE ESTADUAL DE ENSINO

Mais de 24 mil candidatos fazem prova para seleção de professor neste domingo

Ao todo, são seis locais de prova em Campo Grande e Dourados
18/01/2020 16:04 - GLAUCEA VACCARI


Mais de 24 mil candidatos realizam, neste domingo (19), a prova escrita do processo seletivo simplificado para formação de cadastro reserva de profissionais para o cargo de professores temporários da Rede Estadual de Ensino. Etapa será realizada em Campo Grande e Dourados, no período da tarde. 

Em Campo Grande, a prova escrita objetiva será realizada nas universidades Uniderp, Uniderp Agrárias e Unigran Capital. Já em Dourados, aplicação será na Unigran, Anhanguera e UEMS. Candidato deve checar o local onde fará a seleção com antecedência. Ensalamento foi publicado em suplemento do Diário Oficial do Estado de quinta-feira (16). 

Recomendação da Secretaria Estadual de Educação (SED)  é de que os candidatos cheguem ao local designado com antecedência mínima de uma hora do horário estabelecido para o fechamento dos portões, munidos de documento de identificação com foto, e caneta esferográfica de cor azul ou preta, fabricada em material transparente. Os portões serão fechados pontualmente às 15 h. 

Aparelhos eletrônicos, como telefone celular, bip, relógio de qualquer espécie, walkman, pager, notebook, palmtop, máquina fotográfica, gravador, aparelho portátil de armazenamento e de reprodução de vídeos, receptor de mensagens, agenda eletrônica ou similares não são permitidos. O uso dos equipamentos implicado na exclusão do candidato do processo seletivo. 

Na mesma data e local da prova escrita, todos os inscritos deverão entregar a documentação necessária para a avaliação curricular (prova de títulos).  O envelope deverá estar lacrado, e precisa ter a identificação completa do candidato, conforme especificado em edital. A prova escrita possui caráter eliminatório e classificatório, enquanto a avaliação curricular é exclusivamente classificatória.

Convocação dos aprovados será realizada de acordo com a demanda existente, em regime de suplência, ou seja, não é garantido ao candidato aprovado o direito subjetivo à convocação.

No caso de convocação, remuneração para o profissional com habilitação em nível superior é de R$ 4,1 mil; para docente com curso de pós-graduação lato sensu é de R$ 4.373,27 e para os com mestrado ou doutorado é de R$ 4.510,00. Os salários correspondem à jornada de 40 horas semanais, sendo que o valor recebido pelo profissional temporário será calculado proporcionalmente a quantidade de horas efetivamente atribuídas no ato da convocação.

Eventual convocação será feita obedecendo a ordem classificatória. O prazo da convocação do profissional poderá ser de até um ano, podendo o prazo ser prorrogado por no máximo dois anos. Durante o prazo de validade do processo seletivo, candidatos podem ser convocados mais de uma vez, conforme necessidade da administração pública.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".