Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DOURADOS

Mãe espanca filha de 4 anos
e enfia dedo no olho da criança

Filha estava sob a guarda da tia e mulher a queria de volta para pedir pensão

14 JUL 19 - 17h:14GLAUCEA VACCARI

Mulher de 25 anos foi presa, na noite desse sábado (13), após espancar a filha, de 4 anos, e enfiar o dedo no olho da criança. Caso aconteceu em Dourados.

Informações policiais são de que a mulher é usuária de drogas e retornou há pouco tempo do Paraná, onde estava internada em uma clínica de reabilitação. Chegando em Dourados, ela foi até a casa da irmã, que cuida da criança desde que a menina nasceu.

Suspeita garantiu que estava recuperada e que queria levar a filha para viver com ela. A irmã aceitou, devido ao fato de não ter a guarda legal da sobrinha e deixou que a mulher passasse a noite na casa.

No entanto, conforme o site Dourados News, registro da ocorrência aponta que a intenção da mulher era usar a criança apenas para conseguir pensão do pai da menina.

Durante a noite, a mulher avançou contra a criança, passando a agredi-la. Ela puxou os cabelos da filha, a pegou pelo pescoço, colocou o dedo no olho, além de bater e arranhar a criança em várias partes do corpo. A irmã dela interviu e as duas entraram em luta.

Polícia Militar foi acionada e a mulher foi presa e encaminhada para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) , onde foi autuada em flagrante por lesão corporal e maus tratos. Ela já tem passagens por tráfico de drogas.

Menina sofreu várias escoriações e lesões nos lábios.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Homem é preso por compartilhar cenas de abuso sexual infantil

HABITAÇÃO

Governo diz que 177 mil moradias já foram contratadas este ano no País

Incêndio assusta no Parque dos Poderes
CAMPO GRANDE

Incêndio assusta no Parque dos Poderes

Grupo protesta contra queimadas na Amazônia na Afonso Pena
NA AFONSO PENA

Grupo protesta contra queimadas na Amazônia

Mais Lidas