EDUCAÇÃO

Laércio Alves de Carvalho é eleito o novo reitor da UEMS

Votação aconteceu desde quinta em todas as unidades
10/06/2019 09:24 - RAFAEL RIBEIRO


 

A Comissão Eleitoral divulgou às 22h30 do último sábado (8), os números da eleição de 2019 para a escolha da nova Reitoria da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Os candidatos Laércio Alves de Carvalho (Reitor) e Celi Corrêa Neres (Vice-reitora), da Chapa “UEMS Presente”, receberam 55,07% dos votos.

Carvalho era vice-reitor na última gestão da reitoria da instituição de ensino, sob responsabilidade do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O professor é bacharel em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Bahia (2000), tem mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2003), doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2006) e Pós-doutorado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2010). Atualmente é professor efetivo do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, docente permanente dos Programas de Mestrado/Doutorado em Agronomia e do Mestrado/Doutorado em Recursos Naturais da mesma Instituição. 

Os candidatos Esmael Almeida Machado (Reitor) e Lucélio Ferreira Simião (Vice-reitor), da Chapa “Renovação”, receberam 36,17% dos votos.

Já os candidatos Adriana Rochas de Carvalho Frugulli Moreira (Reitora) e Miguel Ângelo Batista dos Santos (Vice-reitor), da Chapa “Inova UEMS”, receberam 8,76% dos votos.

A votação foi realizada na última quinta-feira (6), nas 15 unidades universitárias e nos sete polos de eduacação à distância. Segundo a Comissão Eleitoral, 3.792 eleitores, entre professores, técnicos administrativos e alunos, votaram.

As urnas foram abertas e conferidas pela mesa apuradora, composta por seis membros. Após a conferência, as cédulas foram separadas em três categorias de eleitores (docentes, técnicos administrativos e discentes) e, na sequência, os votos foram contabilizados.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".