Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

na hora do almoço

Jovem que queria dormir manda
mãe calar a boca e faz ameaças

Mulher precisou da ajuda de outro filho para não ser agredida

11 AGO 2017Por RODOLFO CÉSAR15h:18

Uma mãe recebeu ameaças do filho de 18 anos e precisou ser protegida por um outro filho para não ser agredida. O motivo foi porque ela estava fazendo afazeres da casa na hora do almoço e o barulho estaria atrapalhando o jovem, que queria dormir.

As ameças foram feitas por volta das 11h30 de hoje. A família mora em Bonito. Depois que o filho de 18 anos mandou que mãe parasse de fazer barulho porque ele queria dormir, a mulher reclamou que ele não deixa ninguém na casa descansar à noite e mencionou que não emprestaria cigarro a ele também.

Nesse ponto da conversa, houve mais exautação. "Cala a boca. Se não fizer o que eu quero, você vai ver o que vai acontecer", ameaçou o jovem. Ele também insinou que iria agredi-la, mas foi interpelado por outro irmão, de 17 anos, que o empurrou.

A mãe, com medo de tudo o que tinha passado, procurou a Polícia Civil no município depois das 13h de hoje para registrar ocorrência. 

A delegada Jennifer Estevam de Araújo, da Delegacia de Polícia de Bonito, colheu o depoimento dela e registrou o caso como ameaça (violência doméstica). A mulher solicitou à autoridade que fosse pedido medida protetiva, mas não tem a intenção de representar contra o rapaz.

O filho apontado como agressor saiu de casa, mas até a publicação desta matéria não havia informação se ele tinha voltado. A mãe mencionou aos policiais que ele é usuário de drogas, saiu do trabalho e fica acordado a noite toda, andando pela residência e consumindo entorpecente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também