Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA ALVORADA DO SUL

Jovem é autuada por apologia ao crime ao chamar namorado de "meu bandido" no Facebook

Denúncia anônima levou polícia até jovem; namorado tem várias passagens pela polícia
15/07/2015 16:47 - Glaucea Vaccari


 

Uma jovem de 21 anos foi autuada por apologia ao crime ou criminoso depois de postar uma foto utilizando a hashtag #meubandido para descrever o namorado, de 18 anos, em seu perfil na rede social Facebook, em Nova Alvorada do Sul, distante 120 quilômetros da Capital.

A Polícia Civil chegou até a suspeita por meio de uma denúncia anônima. Na rede social, a jovem publicou uma foto agradecendo aos presentes que ganhou do namorado e terminou a postagem com a hashtag.

O delegado Christian Duarte Mollinedo disse ao Portal Correio do Estado que o namorado da jovem é conhecido por já ter passagens pela polícia por crimes como roubo, tráfico de drogas e já ter sido interno de uma Unidade Educacional de Internação (UNEI), além de responder por uma tentativa de homicídio.

Ela foi chamada à delegacia, onde disse que não sabia que era crime, mas que tinha conhecimento da ficha policial do namorado. Conforme o delegado, na publicação ela “exaltou as condutas tomadas por ele e a atividade criminosa”. Depois de autuada, ela assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TAC) e foi liberada.

O namorado da jovem também foi chamado à delegacia. Segundo o delegado, foi pedido o celular do rapaz para que fosse verificado se havia a ocorrência de outros crimes, porém, ele disse aos policiais que perdeu o aparelho e os documentos. Sem mandado de busca, os policiais não puderam verificar se de fato o rapaz estava sem o celular. Ele foi ouvido e liberado.

Em caso de condenação pelo crime de apologia, a suspeita pode pegar de três a seis meses de prisão, ou pagamento de multa. Mollinedo disse ainda que constantemente a Polícia Civil faz buscas nas redes sociais para verificar se há alguém publicando apologias ao crime e contravenção penal.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!