DOURADOS

Jovem contrata travesti, diz não <br>ter sido atendido e ainda é roubado

Ela teria ameaçado ele caso termo de R$ 5 mil não fosse assinado
25/05/2019 17:42 - FÁBIO ORUÊ


Jovem de 23 anos procurou a polícia após ter sido vítima de roubo, após contratar programa de uma travesti, na noite de sexta-feira (24), em Dourados. O encontro foi marcado no Jardim Guanabara após ele saber dos serviços via anúncio.

Conforme o site Dourados News, ele chegou ao local do encontro, no cruzamento entre as ruas Joaquim dos Santos Veríssimo Filho com rua Vereador Sinésio de Matos, e a travesti já o teria surpreendido com uma navalha, afirmando que o valor do programa mudaria.

Ele disse que havia combinado os serviços a R$ 50 e travesti afirmava que era pouco. O rapaz disse que ela não realizou o programa, exigiu que ele pagasse os R$ 50 e ainda o obrigou a assinar um documento no qual citava que ele ficaria com uma dívida de R$ 5 mil com ela, com base em ameaças como “eu sei onde mora”, “anotei a placa do seu carro”.

O caso foi registrado no 1° Distrito Policial como roubo.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".