CORUMBAENSE

Homens armados invadem sede e ameaçam jogador

Torcedores se revoltaram com derrota e jogador se desligou após a ameaça
20/05/2019 18:30 - FÁBIO ORUÊ


 

Após ser ameaçado por homens armados, o meia Marlos se desligou do Corumbaense e voltou para o interior paulista, no último domingo (19), um dia depois da derrota para o Iporá de Goiás, pelo Brasileiro da Série D. O jogador chegou ao Corumbaense ainda na pré-temporada, em dezembro de 2018.

De acordo com o site Diário Corumbaense, na manhã de ontem, pouco depois das 7h, três homens armados chegaram na sede social do clube, onde fica o alojamento dos jogadores, atrás de Marlos.

O trio encontrou um dos atletas saindo e o rendeu, questionando sobre o paradeiro do meia. Ele disse que Marlos não estava e os homens, então, foram ao alojamento e entraram no quarto do jogador, mas encontraram a cama vazia.

A partir daí, eles teriam entrado em outros cômodos à procura de Marlos e chegaram a apontar armas para alguns atletas, mas não encontraram o jogador e acabaram indo embora.

O caso é investigado pela Polícia, que vai, inclusive, analisar imagens de câmeras de segurança.

REVOLTA

Ainda conforme o site, ao ser substituído no jogo contra o Iporá, no sábado, Marlos foi alvo de torcedores revoltados com o desempenho da equipe e ele teria trocado ofensas com um desses torcedores, que teria dito "ele não sabe com quem está lidando". Ao final do confronto, a Polícia Militar precisou se posicionar no alambrado, na área que dá acesso ao túnel. 

Os homens teriam invadido a sede social sem esconder o rosto e a o polícia já analisa as câmeras de monitoramento. Por conta da invasão, que deixou todos assustados, Marlos decidiu se desligar e foi embora na tarde de ontem de Corumbá.

Em nota, o Corumbaense lamentou o episódio. A diretoria reforçou que repudia todo e qualquer ato de violência contra os atletas do clube e já tomou providências no sentido de buscar junto às autoridades policiais, a identificação e punição deste ato criminoso.

o clube vem prestando o apoio necessário aos jogadores e que em respeito ao sentimento do atleta Marlos, aceitou o pedido de desligamento do mesmo que já se encontra junto a sua família.

“Sabemos do amor e paixão dos nossos torcedores pela camisa do Corumbaense e temos a certeza que a atitude tomada por estes indivíduos não faz parte do sentimento que sempre esteve presente no relacionamento entre o clube e nossa pacífica torcida”, finaliza o comunicado.

*Colaborou Rafael Ribeiro

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".