Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FIQUE ATENTO!

Inscrições para vestibular da UFMS terminam em 17 de novembro

Provas devem ser aplicadas no dia 1º de dezembro em 11 cidades
02/11/2019 14:38 - ADRIEL MATTOS


A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) está com inscrições abertas para o Vestibular 2020. O prazo se encerra no dia 17 de novembro, assim como o Programa de Avaliação Seriada Seletiva (Passe).

Para o próximo ano, haverá dois novos cursos: bacharelado em Matemática, em Campo Grande; e Arquitetura e Urbanismo, no campus de Naviraí. Para se inscrever o candidato deve acessar a página da universidade na internet, se inscrever e pagar a taxa de R$ 120.

As provas do vestibular (incluindo redação) serão aplicadas em 1º de dezembro, das 8h às 12h30min, em Aquidauana, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá Coxim, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. A novidade desta edição do processo seletivo é que o Exame Nacional do Ensino Médio 2018 (Enem) não será mais um pré-requisito para participação dos candidatos.

Vale lembrar que para os candidatos ao curso de Música também haverá prova de habilidades específicas, agendada para o domingo seguinte, 9 de dezembro. Os candidatos que escolherem o curso de Música, assim como, cursos de Medicina e Direito só poderão realizar a prova no município de Campo Grande.

PASSE

Já o Passe é uma das maneiras de ingressar na UFMS por meio de avaliações realizadas ao final de cada ano letivo do Ensino Médio, com conteúdos específicos ministrados naquele período. A escolha do curso só ocorre no ano de conclusão do Ensino Médio. Neste ano, as provas do Passe, das três etapas, ocorrerão no domingo, 8 de dezembro, das 8h às 12h. 

Assim, os candidatos da 3ª etapa do PASSE farão a prova já para o preenchimento de vagas nos cursos de graduação, na modalidade presencial, para ingresso na universidade em 2020. Os candidatos devem se inscrever também no site da universidade.

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!