UEMS DOURADOS

Inscrições para seleção de mestrado em Recursos Naturais estão abertas

No total serão ofertadas 23 vagas para alunos regulares
05/09/2018 07:45 - ALINE OLIVEIRA


 

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do programa de Pós-graduação, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Recursos Naturais. No total, serão oferecidas 15 vagas para mestrado e oito para doutorado, na unidade de Dourados, com início de aulas previsto para 2019.

De acordo com a instituição, o objetivo da formação em Recursos Naturais é capacitar profissionais  com conhecimento interdisciplinar, que contribuam para o desenvolvimento regional, principalmente, na exploração responsável dos biomas Cerrado e Pantanal. Serão oferecidas três linhas de pesquisa.

Para participar do processo seletivo do doutorado é preciso ser graduado nas seguintes áreas: Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências Agrárias, Ciências e Tecnologia dos Alimentos, Farmácia/Bioquímica ou Biomedicina.

É necessário possuir título de mestre ou estar cursando o último semestre do curso de mestrado, desde que sua defesa de dissertação aconteça antes da data da matrícula. O Programa oferece oito vagas.

ETAPAS

Para o mestrado, o candidato precisa ser graduado em Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências Agrárias, Ciências e Tecnologia dos Alimentos, Farmácia/Bioquímica ou Biomedicina. 

Também poderão inscrever-se alunos do último semestre do curso de graduação, desde que sua colação de grau aconteça antes da data da matrícula prevista. São 15 vagas ofertadas.

As inscrições para os dois processos seletivos começaram na terça-feira (4) e vão até o dia 28 de setembro, devendo ser feitas diretamente na Cidade Universitária de Dourados. A taxa de inscrição é de R$ 100,00.
Os editais foram publicados na edição 9.734 de hoje do Diário Oficial do Estado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".