ATENÇÃO!

IFMS seleciona candidatos para prova de nivelamento de idiomas

Estudantes ainda devem passar por novo sorteio devido ao número alto de inscritos
25/01/2020 18:20 - ADRIEL MATTOS


Devido ao número expressivo de inscritos, o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) fez uma pré-seleção de candidatos para cursos gratuitos de idiomas. As turmas de Espanhol, Inglês e Libras serão abertas ainda neste semestre.

A convocação para a prova de nivelamento será publicada na próxima terça-feira (28). A aplicação do teste, composto por 42 questões de múltipla escolha, visando avaliar a compreensão da língua (gramática e vocabulário), será no dia 15 de fevereiro.

O sorteio de seleção dos candidatos para as turmas iniciantes será na próxima quarta-feira (29), conforme o cronograma previsto. Já a classificação final do processo seletivo e divulgação da primeira chamada são no dia 4 de fevereiro, com matrícula nos dias 5, 6 e 7. As aulas têm início no dia 10.

Quanto às turmas em andamento, após a realização do teste de nivelamento, a seleção dos aprovados também ocorre por meio de sorteio eletrônico, que será realizado no dia 19 de fevereiro. Já a primeira chamada será divulgada no dia 21, com matrícula nos dias 27 e 28. O começo das aulas está previsto para 2 de março, conforme o cronograma.

Foram oferecidas 700 vagas em cursos gratuitos ofertados por meio do Centro de Idiomas do IFMS (Cenid) em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Ponta Porã e Três Lagoas.

Confira a lista de pré-selecionados:

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".