Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

vários disparos

Polícia prende, durante depoimento,
suspeito de matar mulher gestante

Tatiane estaria grávida de um mês quando foi morta em Rio Brilhante

23 AGO 2017Por MARIANE CHIANEZI18h:05

Elias Lazaro Cavalheiro, de 42 anos, foi preso após se apresentar na delegacia de polícia de Rio Brilhante. Ele é suspeito de matar, com cinco tiros, Tatiane Dias da Silva, de 19 anos, no último sábado (19). A prisão dele aconteceu ontem (22).

Delegado de Polícia Civil da cidade, Roberto Duarte Faria, disse ao Portal Correio do Estado que Elias foi com o advogado até a unidade policial e foi preso em seguida, pois mandado de prisão preventiva contra ele já havia sido concedido pela Justiça.

Conforme Faria, versão do crime apresentada pelo homem apresenta muita contradição e é considerada “esdrúxula”. Tatiane teria zombado dele, causando irritação no suspeito.

“Ele disse que foi debochado pela vítima e teria levado dois socos, fazendo com que seu nariz sangrasse. Afirmou ainda que estava armado desde o começo e apenas foi em casa para se limpar. Em seguida voltou e cometeu o crime”, disse delegado.

Elias não tinha passagem criminal e, ainda segundo o delegado, bebida alcóolica teve “participação no crime”. “Não tiro a culpa do autor, de jeito nenhum, mas acredito que a ingestão de álcool também contribuiu para o homicídio”, declarou Farias.

Laudo pericial ainda apura se jovem estava, de fato, grávida de um mês, assim como conhecidos da vítima indicaram. Arma do crime não foi localizada, pois o suspeito afirmou que a jogou em mata.

O namorado da vítima contou à polícia que Lazaro só parou de atirar porque a munição do revólver tinha acabado. O site Rio Brilhante em Tempo Real divulgou que a jovem tem um filho de um ano e meio e o namorado tinha ido ao quarto para ver a criança. Enquanto isso, o suspeito apareceu e fez os disparos.

"Escutei ele dizendo, 'e ai doninha', e logo os tiros. Quando sai, ela já estava no chão e ele disparando o último tiro”, disse o namorado. Os disparos foram efetuados a cerca de dois metros de Tatiane.

CASO

A jovem estava em casa bebendo com o companheiro quando bebida acabou e casal decidiu ir em um bar, em frente da residência. No local, enquanto o marido comprava mais bebida, Elias aproximou-se da mulher e começou a assediá-la.

Companheiro de Tatiane repreendeu o suspeito, mas abuso continuou e, neste momento, a mulher teria reagido com um tapa no rosto do suspeito. Homem deixou o local, afirmando que retornaria.

Quando já estava em sua casa, Tatiane foi surpreendida na varanda por Elias, que chegou atirando. Ele fez cinco disparos nas costas da mulher. Ele fugiu em seguida em uma moto, que foi encontrada abandonada próxima ao local do crime.

Tatiane, que estaria no primeiro mês de gestação, deixou outros dois filhos, um de quatro anos e outro de um ano e meio.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também