Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Operação Pesque Legal

Homem é preso por manter acampamento ilegal de pesca predatória

Pescador também foi multado em R$ 720

14 OUT 2017Por RAFAEL RIBEIRO16h:48

Um homem de 37 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar Ambiental ao manter um acampamento ilegal de pesca no Rio São Bento, afluente do Rio Ivinhema, às margens da rodovia MS-473, em Nova Andradina, no fim da tarde de ontem (13).

Segundo a corporação, a prisão foi efetuada como desdobramento da Operação Pesque Legal, junto da Secretaria de Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Imasul).

De acordo com informações da PMA, o acusado mantinha três redes de pesca dentro de uma embarcação e mais 14 anzóis de galho no acampamento, petrechos de pesca ilegais, os quais o infrator preparava-se para armá-los no rio.

O pescador informou que armara três redes de pesca e indicou o local aos policiais que as retiraram. Durante a retirada das redes foram soltos 5 quilos de pescado que estavam vivos e apreendidos dois exemplares de peixes da espécie curimbatá, pesando 2 quilos cada, que estavam mortos. As redes, os anzóis, um barco e um motor de popa foram apreendidos e o acampamento desmontado.

O infrator residente no assentamento Teijim, na zona rural de Nova Andradina, recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia, juntamente com o material apreendido, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória podendo  pegar pena de um a três anos de detenção. A PMA também o autuou administrativamente e o multou em R$ 740.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também