Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 19 de outubro de 2018

Capital

Homem é agredido com barra de ferro
em barracão de escola de samba

Vítima tentava chegar ao local de outras escola para pegar fantasia

14 FEV 2018Por RENAN NUCCI06h:50

Homem de 31 anos procurou a Polícia Civil de Campo Grande na noite de ontem, para denunciar agressões sofridas durante carnaval na Praça do Papa. A vítima, que acabou com diversas lesões pelo corpo, foi atacada com golpes de barra de ferro ao tentar atravessar de carro o barracão da escola de samba Vila Carvalho, que estaria vazio segundo a denúncia. 

Conforme registrado no boletim de ocorrência da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do centro, por volta das 23h30, o homem precisou passar com seu veículo por dentro do barracão, para chegar onde estava a escola de samba Igrejinha e pegar a fantasia da namorada. 

Ele disse que o local estava vazio, já que o carro alegórico da Vila Carvalho estava estacionado na via, impossibilitando a passagem. Acreditando que não havia, problema, seguiu com o veículo, mas foi abordado por um dos carnavalescos que não gostou da atitude e lhe chamou a atenção, dando início à confusão.

A vítima relatou que procurou outros integrantes da escola para conversar e evitar que a situação se agravasse. Neste momento, o autor saiu do local dizendo que não poderia ficar, caso contrário iria agredi-lo, porém, retornou em seguida e começou a atacá-lo com barra de ferro, de surpresa. Ele foi atingido na cabeça, rosto, braço, ombro, joelho e costela, resultando em ferimentos.

O ataque só parou porque outras pessoas interviram. A vítima disse ainda que foi ameaçada de morte pelo carnavalesco que teria alegado saber onde ela trabalha e onde mora. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa. As características do autor foram encaminhadas à Polícia Civil que dará prosseguimento às investigações. O agressor seria residente na região da Vila Nhá-Nhá.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também