OBRAS

Governo vai revitalizar Avenida Mato Grosso e criar novo acesso para Moreninhas

Anúncio foi feito durante visita de Azambuja às obras do Parque Ayrton Senna e do Guanandizão
24/01/2020 15:14 - ADRIEL MATTOS


 

Durante visita às obras de revitalização do Parque Ayrton Senna e do Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis, o Guanandizão, em Campo Grande, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou que o Estado vai executar mais dois serviços: a revitalização da Avenida Mato Grosso e da abertura de uma nova via acesso para a região das Moreninhas. Os projetos serão desenvolvidos pela prefeitura e o governo vai licitar as obras.

Detalhes dos projetos só serão anunciados em março, quando o governo deve anunciar um grande pacote de obras, como resultado das demandas apresentados por todos os prefeitos do Estado durante o programa “Governo Presente”. “A revitalização da Avenida Mato Grosso é algo extremamente importante. E o novo acesso das Moreninhas é um sonho antigo da população”, avaliou Azambuja.

Acompanhado do prefeito Marcos Trad (PSD), o governador visitou as obras do Guanandizão e do Parque Ayrton Senna. O ginásio do parque está sendo reformado por R$ 899,9 mil. Uma pista de atletismo que segue padrões internacionais para competições também está sendo construída ao custo de R$ 8,5 milhões.

Já o Guanandizão está com 70% das obras concluídas, e deve ser reaberto em abril. “Ficamos muito contentes em restabelecer o Guanandizão, que estava interditado e ficou cinco anos fechado. Foi através da parceria entre governo e prefeitura que estamos devolvendo a Campo Grande e ao Estado esse espaço e trazendo um dos maiores eventos esportivos, que é a Liga das Nações, no mês de junho”, ressaltou o governador.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".