Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Servidores

Governo vai parcelar dívida de
R$ 35 milhões com a previdência

Contribuição obrigatória em atraso será dividida em 60 parcelas

23 JUN 17 - 04h:00DA REDAÇÃO

O governo do Estado vai parcelar a dívida de R$ 35 milhões com o fundo previdenciário. De acordo com o Conselho Estadual de Previdência de Mato Grosso do Sul (Conprev), o parcelamento é previsto em lei e foi aceito em reunião na semana passada.

Com isso, a administração estadual não corre o risco de ficar sem repasses federais e perder o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP).

O presidente do conselho, Francisco Carlos de Assis, explicou que na semana passada o débito referente ao repasse dos 11% descontados do salário dos cerca de 8,4 mil servidores beneficiados pelo fundo previdenciário foi sanado.

Os R$ 20 milhões em atraso foram pagos pelo Executivo estadual. “O Poder Executivo regularizou os débitos relativos aos 11% dos servidores e a parte patronal, de 22%, foi solicitado parcelamento”, afirmou.

Todos os meses, 11% do salário de cada servidor é descontado para repasse ao fundo. O governo repassa, por sua vez, 22% sobre o valor de cada vencimento, também por servidor.

*Leia reportagem, de Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OAB recomenda que Assembleia siga trâmite da PEC da reforma da Previdência
MATO GROSSO DO SUL

OAB recomenda que Alems siga trâmite da reforma da Previdência

Homem morre após ser atropelado e motorista foge em cidade de MS
INTERIOR

Homem morre após ser atropelado e motorista foge

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue

Mega-Sena pode pagar hoje R$ 31 milhões
LOTERIA

Mega-Sena pode pagar hoje R$ 31 milhões

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião