SAÚDE

Para zerar fila de quase 5 mil cirurgias complexas, Governo fará convênio particular

Convênio será firmado com hospital particular e cirurgias ortopédicas complexas serão feitas
20/08/2015 12:20 - KLEBER CLAJUS


 

Cirurgias ortopédicas de alta complexidade serão realizadas, a partir de setembro, mediante convênio do governo do Estado de Mato Grosso do Sul com o Hospital Adventista do Pênfigo, em Campo Grande. A medida pretende reduzir o tempo de espera em procedimentos de coluna e joelho, por exemplo. Processo de triagem dos primeiros 64 pacientes ocorre neste fim de semana.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, a negociação ocorre há seis meses e deve envolver repasse de R$ 1 milhão mensais à instituição hospitalar. 

“Vamos fazer algo que nunca aconteceu que é operar alta complexidade de ortopedia eletiva. Serão cirurgias de coluna, quadril e joelho que estavam paradas. Nossa expectativa é para 180 cirurgias por mês”, ressaltou Tavares, durante reinauguração do Hemosul de Campo Grande.

O processo de triagem dos primeiros pacientes foi agendado para sábado, no Centro de Especialidades Médicas (CEM). Contudo, estes tiveram o atendimento previamente agendado por regulação médica.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".