Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

reajuste

Governador afirma para integrantes
de Fórum que busca recursos

Reunião aconteceu ontem e a próxima está marcada para 3 de julho

10 JUN 17 - 10h:13IZABELA JORNADA

A Comissão Especial, criada na Assembleia Legislativa, para fazer interlocução entre o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e servidores que negociam reajuste salarial intermediou reunião que aconteceu ontem, na Governadoria. O que foi discutido no encontro não foi divulgado com detalhes e uma nova reunião foi marcada para dia 3 de julho.

“Nossa intenção é sempre buscar essa negociação. Eles (Governo) nos apresentam que estão buscando recursos”, disse o presidente da Associação Beneficente dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais oriundos do Quadro de Argentos Policiais e Bombeiros Militares de MS ABSSMS, Thiago Mônaco.

Apesar de Azambuja receber integrantes do Fórum de Servidores, o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, que também estava presente, declarou que a concessão de reajuste depende do crescimento da receita.

Na terça-feira passada (6), mais de 200 servidores públicos lotaram o plenário da Assembleia Legislativa protestando reajuste do mês passado negado pelo governador.

A categoria solicitou ajuda dos deputados que por sua vez se mobilizaram e criaram comissão especial para auxiliar na interlocução com o Governo. 

Os integrantes da comissão são os deputados estaduais Cabo Almi (PT), Coronel Davi (PSC), Mara Caseiro (PSDB), Paulo Siufi (PMDB) e Rinaldo Modesto (PSDB).

Além dos deputados estaduais, participaram das tratativas o governador Reinaldo Azambuja, o secretário Eduardo Riedel, o secretário estadual de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis. Representando os servidores, estiveram presentes lideranças da ABSSMS, do Sindicato dos Policiais Civis de MS (Sinpol/MS), do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de MS (Sintss/MS), da Federação dos Trabalhadores em Educação de MS (Fetems), e do Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de MS (Sindetran/MS).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Oito bois morrem após caminhão que os transportava capotar na 'curva da morte'
BRASIL

Oito bois morrem após caminhão que os transportava capotar na 'curva da morte'

BRASIL

Fisiculturista de 22 anos espanca idoso de 65 após acidente de trânsito

Mulher é baleada por ex-marido e finge estar morta para sobreviver: 'Parei de respirar'
BRASIL

Mulher é baleada por ex-marido e finge estar morta para sobreviver: 'Parei de respirar'

BRASIL

Presidente dos EUA oferece a Bolsonaro ajuda à Amazônia

Mais Lidas