Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Gerente de banco desviou R$ 1,2 milhão da conta de cliente

Ela comprou casas em condomínio de luxo e viagem para a Disney com dinheiro desviado

19 SET 19 - 18h:28GLAUCEA VACCARI E RAFAEL RIBEIRO

Gerente de uma agência do Banco Brasil, identificada pelas iniciais E.C.M.A, 40 anos, em Campo Grande, foi indiciada por desviar mais de R$ 1,2 milhão da conta-corrente de uma idosa, de 88 anos, que era correntista do banco, no primeiro semestre deste ano. O inquérito foi concluído pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto (Derf) e uma funcionária da idosa, 59 anos, também foi responsabilizada por participar do esquema. 

Conforme o delegado responsável pelo inquérito, Fábio Brandalise, a gerente usou o dinheiro da vítima para comprar carros, casas em condomínio de luxo e até viagem para a Disney, nos Estados Unidos. Esquema foi descoberto quando familiares da vítima perceberam o desfalque ao tirar extrato da conta. 

Durante investigações, policiais comprovaram que a gerente do banco e a pessoa do convívio da vítima se aproveitaram do frágil estado de saúde dela, que tem mal de Alzheimer e outras doenças, que a tornaram permanentemente incapaz, para cometerem o crime. 

Conforme a Polícia Civil, por conta das condições de saúde, o atendimento era feito na residência da idosa e, pela falta de entendimento, ela assinou documentos sem saber que estava autorizando transferências bancárias. 

Delegado informou que a idosa era muito rica e morava em um casa com dezenas de funcionários. Há suspeita que a gerente tenha feito proposta a alguns dos funcionários para ajudá-la no crime, sendo comprovada a participação de apenas uma pessoa que trabalhava na casa. 

Provas produzidas durante o inquérito comprovam que a gerente retirou no mínimo R$ 873 mil da conta da idosa para benefício próprio e depositou outros R$ 388 mil na conta da funcionária da idosa, que a ajudava nos desvios. 

Com o dinheiro desviado, a gerente comprou uma casa no residencial Dahma IV e um terreno no Dahma, condomínios de luxo na Capital, bens que foram avaliados em mais de R$ 1 milhão e foram bloqueados pela Justiça a pedido da Polícia Civil. 

A gerente também chegou a pedir licença médica do banco, mas no período em que supostamente estaria em recuperação, postou foto nas redes sociais passeando com a família na Disney.

Também foram apreendidos um automóvel e quantias em dinheiro que estavam de posse da comparsa da gerente, sendo possível recuperar todo o valor desviado. Ambas foram indiciadas por furto qualificado, que prevê pena de até 8 anos de reclusão.

O delegado Fábio Brandalise representou pela prisão preventiva da gerente da conta bancária da vítima, entretanto, o requerimento foi indeferido pelo Poder Judiciário, que acompanhou manifestação do Ministério Público.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade
RANKING NACIONAL

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado
EVITE ATRASO

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

Crise do PSL trava projeto de reforma do Hotel Campo Grande, diz prefeito
PARADO

Crise do PSL trava projeto de reforma de hotel, diz prefeito

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro
MAIS 20 VEÍCULOS

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião