Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

2000 trabalhadores

Funcionários de frigorífico lotam
plenário da Assembleia Legislativa

Manifestantes temem demissão em massa por conta de bloqueio judicial

17 OUT 2017Por Izabela Jornada10h:55

Aproximadamente doi mil trabalhadores de frigoríficos lotam o plenário da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (17). Temendo demissões em massa por causa do bloqueio judicial das contas do JBS, eles querem que os deputados estaduais intercedam em favor da categoria.

A ação tem impedido algumas atividades dos frigoríficos como, por exemplo, a compra de insumos. "Estamos muito preocupados. Queremos montar comissão formada pelo Governo do Estado, Legislativo, representantes dos trabalhadores, frigoríficos e representantes da avicultura para que seja debatido o desbloqueio das contas da empresa", disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Carnes e Derivados de Sidrolandia, Sérgio Lonzan

Lonzan também é tesoureiro da Federação dos Trabalhadores das Indústrias e declarou que mais de 30 mil trabalhadores dependem das operações no Estado e que a expectativa é de que mais de dois mil trabalhadores participem do protesto na manhã de hoje. "Estamos esperando mais dois ônibus chegarem", disse Lonzan.

Ontem, o secretário de Fazenda de Mato Grosso do Sul, Márcio Monteiro, tentou tranquilizar os trabalhadores. Segundo ele, o risco de fechamento de plantas é pequeno.

"Pode até reduzir um pouco o abate, porque vai ter uma readequação no mercado. Assim como outras empresas do setor, eles podem se manter sem usar outros artifício. O JBS é um grupo consolidado", afirmou. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também