Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

Presos no Paraguai

Funcionários de empresa da família participaram de sequestro de adolescente

Menino foi libertado ontem e seis pessoas foram presas no Paraguai

20 AGO 2017Por GLAUCEA VACCARI09h:30

Polícia prendeu seis suspeitos de participarem do sequestro do adolescente Pedro Urbieta de Sousa, 12 anos, em Ponta Porã. Menino foi liberado na tarde de ontem em Pedro Juan Caballero, no Paraguai e os suspeitos foram presos à noite.

Foram presos Cesar Sebastian Sanchez, Américo Sanchez, Felipe Luis Samúdio, Vicente Ramon Pereira Arce, Gustavo Alberto Iturbe Valdez e Eunice Ojeda Sanchez.

De acordo com o site Porã News, Américo é interno do presídio em Pedro Juan, Felipe e Gustavo eram funcionários na empresa da família da vítima e Eunice era empregada doméstica na casa do avô do adolescente.

Pedro foi sequestrado por criminosos armados na área central de Ponta Porã, na quinta-feira (17).

Criminosos fecharam o veículo em que Pedro era levado para a escola por motorista particular. Os homens ameaçaram as vítimas, pegaram o menino e fugiram em um VW Gol.

Sequestradores pediram R$ 1 milhão para resgate. O pai do garoto é o empresário conhecido tanto em Ponta Porã como em Pedro Juan Caballero, Alexandre Reichardt de Souza.

Conforme o site Porã News, após negociação, criminosos soltaram o menino em bairro de periferia no Paraguai e o garoto conseguiu carona até a sede da polícia paraguaia onde entraram em contato com a família dele.

A partir da liberação, agentes da polícia iniciaram investigação que culminou na prisão dos integrantes da quadrilha. Suspeitos foram encaminhados a sede de Investigação de Delitos da Polícia Nacional do Paraguai. Pedido de extradição foi feita pelas autoridades brasileiras.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também