Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

CAMPO GRANDE

Incêndios causam destruição em
Campo Grande

Chamas destruíram pastagem, veículo, depósito de entulhos e vegetação

10 SET 2017Por BÁRBARA CAVALCANTI E JONES MÁRIO15h:51

Incêndios em vegetação causam estragos por toda a cidade desde a manhã de hoje (10). O Corpo de Bombeiros combate chamas ao longo da BR-060, que começou por causa de faíscas de uma churrasqueira. Além disso, o incêndio um carro também pegou fogo e ficou totalmente destruído.  

A vegetação entre o Km 14 até a ponte sobre o córrego do Ciroula pegou fogo também no começo da manhã de hoje (10), mas incêndio foi contido pelos bombeiros.  

De acordo com pessoas que aproveitaram o dia de sol para tomar banho no córrego, a suspeita é de que faíscas de uma churrasqueira poderiam ter causado o início da queimada. O que restou foi forte fumaça na região, situação que não espantou os banhistas que continuaram no local. 

Além disso, também na BR-060 perto da ponte, um carro de modelo palio pegou fogo, porém ninguém no local soube dizer o que aconteceu com o dono. A reportagem encontrou apenas a carcaça do veículo, que estava completamente danificado pelas chamas.  

O fogo ainda continua em depósito de entulhos na Avenida Cônsul Assaf Trad, região oeste de Campo Grande e na favela Morro do Mandela, no Bairro Nova Lima, na região norte da cidade. No Nova Lima, os próprios moradores também se empenharam em conter as chamas. 

 
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
  • Gerson Oliveira/Correio do Estado
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também