Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

MOMENTOS DE TENSÃO

Filho de empresário que ficou refém de sequestradores é liberado

Menino de 12 anos conseguiu carona até a delegacia de polícia

18 AGO 2017Por BRUNA AQUINO E MARIANE CHIANEZI09h:10

Pedro Urbieta de Souza de 12 anos sequestrado por volta das 6h30 de quinta-feira (17), foi liberado pelos criminosos ainda ontem, em periferia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Criminosos não receberam o resgate e estão foragidos.

Segundo informações do Ponta Porã Informa, baseadas nas investigações, criminosos soltaram o menino em bairro de periferia no Paraguai e o garoto conseguiu carona até a sede da polícia paraguaia onde entraram em contato com a família dele.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, os sequestradores haviam feito dois contatos com a família e depois não ligaram mais. Com a intensa investigação tanto da polícia brasileira e paraguaia, os criminosos desistiram da ação e soltaram o garoto.

Agentes da Polícia Civil de Ponta Porã, com auxílio  da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate (Garras) e agentes das forças policiais do Paraguai participaram das investigações.

O sequestro

Pedro Urbieta de Souza, de 12 anos, foi sequestrado por bandidos armados na área central de Ponta Porã. Sequestradores pediram R$ 1 milhão para resgate. O contato foi feito com a família da vítima. O pai do garoto é o empresário conhecido tanto em Ponta Porã como em Pedro Juan Caballero, Alexandre Reichardt de Souza.

Conforme o Porã News, criminosos fecharam o veículo em que Pedro era levado para a escola por motorista particular. Os homens estavam armados, ameaçaram as vítimas e pegaram o menino. Suspeitos fugiram em um VW Gol, de cor branca, com placas do Brasil.

Policiais em Pedro Juan Caballero também foram informados do crime para auxiliarem nas buscas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também