Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPERANÇA

Nasce filha da primeira bebê nascida por inseminação em MS

Luísa chegou saudável e é só alegria para a família
19/07/2019 10:46 - BRUNA AQUINO


 

Mesmo depois da ansiedade em ver logo o rostinho de Luísa, Jéssica Delmônico a primeira bebê nascida por meio de inseminação em Mato Grosso do Sul agora é mãe e finalmente pôde pegar as filhas nos braços ontem (18) em Campo Grande. 

O parto da pequena Luísa foi um sucesso, tudo ocorreu bem e como esperado, de acordo com o médico ginecologista José Eduardo Silveira dos Santos, o mesmo que cuidou da mãe de Jéssica, Iracema. "O parto foi um sucesso e Luísa é linda, chegou ontem às 20h38 com nota 10, pesando 2,890 quilos e 47 centímetros", disse.  

MUITA HISTÓRIA PARA CONTAR
Há mais de 26 anos, Jéssica foi notícia na edição do Correio do Estado do dia 4 de dezembro de 1992, com a manchete “Nasce na Capital o 1° bebê gerado por inseminação”. 

Mesmo sentindo contrações, Jéssica recebeu a equipe do Correio do Estado na quinta-feira, poucas horas antes de entrar na maternidade para dar à luz a Luísa. Ela, que é enfermeira, acostumada já com procedimentos médicos, aparentava uma falsa tranquilidade, mas, na verdade, estava sendo forte para segurar a ansiedade do marido, Ércules Miranda e familiares. 

A expectativa tomou conta de toda a família, fato que estava evidente nos olhos de Iracema, que, mesmo já tendo dois netos, brilharam com a chegada da Luísa. Ela contou ao Correio do estado que seu marido, Paulo Delmônico, que é médico veterinário, não pôde acompanhar o parto da neta, mas esteve  monitorando tudo mesmo de longe. “Eu e a avó paterna ajudamos no enxoval. Estamos corujando. Eu só tenho de agradecer ao doutor José Eduardo, que já faz parte da família, e ao Correio do Estado, que acompanhou o nascimento da minha Jéssica e agora da Luísa”, disse a avó Iracema. 

Perfeccionista, Jéssica disse que a vida é pautada nos mínimos detalhes. E brinca que até o seu nascimento foi planejado, já que nasceu de inseminação artificial. A gravidez aconteceu só quatro meses após decidir engravidar. Jéssica disse que sempre sonhou em ser mãe e planejou ter filhos apenas com 26 ou 27 anos e acabou tendo Luísa com 26, assim como havia planejado. 

*Colaborou Eduardo Penedo

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!