Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JUSTIÇA

Motorista que atropelou boi na pista receberá indenização e pensão

Fazendeiros foram responsabilizados pelo acidente

24 MAI 19 - 17h:49FÁBIO ORUÊ

Após motorista atropelar um boi solto na pista e sofrer lesão permanente na mão, um motorista receberá uma indenização de R$ 10 mil e uma pensão de 7% de um salário mínimo de dois fazendeiros, que foram responsabilizados por deixar o animal solto.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça, a colisão aconteceu em 2010, na BR-262, entre Três Lagoas e Água Clara. O acidente foi durante a noite e o homem atingiu um boi de cor escura.

Ele sofreu uma grave e permanente lesão na mão esquerda e está impossibilitado de exercer a profissão, por isso a indenização e pensão mensal até que complete 73 anos de idade.

A vítima solicitou ainda que os denunciados custeassem as despesas de tratamentos, mas a Justiça considerou que não há provas que comprovem tal necessidade.

A defesa alegou que o atropelamento aconteceu porque o motorista estava em alta velocidade na rodovia e justificou, também, que o animal fugiu da propriedade por “força maior ou de difícil previsão”.

Em sua decisão, o juiz entendeu que “inexistem elementos a indicar que o acidente tenha ocorrido por culpa do autor, visto que o boletim de ocorrência e o depoimento do policial que atendeu a ocorrência confirmam que o requerente transitava em sua via de direção, quando foi surpreendido com o bovino que se encontrava solto na sua pista de rolamento. De igual forma, repita-se que não há provas que o autor conduzia o veículo em alta velocidade, sendo que as avarias em seu veículo, as lesões decorrentes do acidente e próprio estado do animal após a colisão apontam que o autor empregava, a princípio, velocidade moderada”.

Quanto à pensão mensal, em razão do acidente, o autor teve incapacidade funcional parcial e permanente da mão esquerda, de modo que “são devidos os danos materiais em forma de pensão mensal ao demandante, sendo que esta pensão deve corresponder a 7% do salário-mínimo mensal, limita-se a sua incidência até o autor completar 73 anos ou caso venha a falecer”, concedendo o direito a vítima.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Pesquisa mostra que 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte

Em audiência sobre tragédia da Chape, Nelson Trad cobra ajuda à familiares
ACIDENTE AÉREO

Em audiência sobre tragédia da Chape, Nelson Trad cobra ajuda à familiares

Nove são presos por suspeita de envolvimento com furto de cocaína em delegacia
INVESTIGAÇÃO EM SIGILO

Nove são presos por envolvimento com furto de cocaína em delegacia

Acusada de negligência, prefeitura renova licença do Alphaville 3
DEZ ANOS

Acusada de omissão, prefeitura renova licença do Alphaville

Mais Lidas