REFORMA AGRÁRIA

Fazenda é ocupada por mil famílias sem-terra durante a madrugada

Movimento quer nomeação de superintendente, mais recursos e assentamento imediato
21/08/2015 07:46 - ALINY MARY DIAS


 

Em protesto contra a morosidade da reforma agrária em Mato Grosso do Sul e por mais recursos do Governo Federal para o setor, aproximadamente 1 mil famílias de sem-terra invadiram uma fazenda, na madrugada desta sexta-feira (21), em Nova Andradina, distante 297 quilômetros da Capital.

A fazenda ocupada é a Saco do Céu, localizada no distrito Casa Verde e com 5 mil hectares. Os invasores ocupam aproximadamente 10 hectares da propriedade.

Um dos integrantes da direção nacional do Movimento Sem-Terra (MST), Jonas Carlos da Conceição, explica que entre os invasores há famílias que estão acampadas há 12 anos em assentamos às margens de rodovias do Estado.

“ A pauta do movimento é a nomeação de superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), de mais recursos do Governo Federal para o Incra e de assentamento imediato dessas famílias”, disse Jonas.

A ocupação é por tempo indeterminado e segundo as lideranças do movimento, a fazenda está arrendada e os proprietários não vivem na propriedade.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".