Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COXIM

Exame comprova estupro em idosa e filho suspeito <br>presta depoimento

Homem morava em fazenda e dormia na casa da mãe nas folgas, diz polícia
05/08/2015 09:11 - LAURA HOLSBACK


Exame de corpo de delito feito ontem (4), em aposentada, de 73 anos, comprovou estupro que foi supostamente cometido pelo filho, de 38 anos, na noite de segunda-feira (3). O homem foi preso em flagrante e, segundo a delegada Sandra Regina Simão de Brito, da Delegacia de Atendimento à Mulher, nega ter cometido a violência sexual.

O fato ocorreu na casa da idosa, no município de Coxim. Segundo a delegada, o homem é trabalhador rural, morava em fazenda na região, mas, nos dias de folga, dormia na casa da mãe.

Na segunda-feira, ele chegou, por volta das 20h, recusou o jantar proposto pela mãe e saiu dizendo que iria para a casa da namorada. Retornou instantes depois e surpreendeu a mãe na porta do banheiro no momento em que ela saía do banho. Depois de abusá-la sexualmente, o filho se deitou no sofá e dormiu.

A idosa denunciou o caso à polícia e o homem foi preso em flagrante, mas nega ter cometido o crime. “Disse que esteve na casa da mãe, mas nega o estupro. Porém, exame confirmou a conjunção carnal”, disse Sandra Regina.

A delegada também declarou à reportagem do Portal Correio do Estado, que o homem não faz uso de entorpecentes somente de bebida alcoólica, mas no momento do ato não estava alcoolizado. “A mãe está inconformada. Não sabe dar explicação para o que aconteceu. O filho nunca tinha dado indícios de que cometeria a violência”, enfatizou.

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.