Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 25 de setembro de 2018

MORREU NO LOCAL

Ex-vereador tinha acabado de retirar animal da pista quando se envolveu em acidente

O caso aconteceu na manhã desta sexta-feira (6), na BR-163

6 JUL 2018Por BRUNA AQUINO E MARESSA MENDONÇA11h:50

Ex-vereador de Nova Alvorada do Sul, Adelino Barbosa de Oliveira, de 73 anos, que morreu após se envolver em acidente de trânsito na manhã de hoje na BR-163, tinha acabado de entrar no veículo, após retirar um animal da pista, quando bateu de frente com um ônibus. A mulher dele, Jurema Lemes de Oliveira, de 58 anos,  ficou ferida e foi levada para o hospital em estado grave.

Testemunhas disseram à reportagem do Portal Correio do Estado que, por volta das 8h,  havia um porco morto na pista. Quatro motoristas, incluindo o ex- vereador, pararam no acostamento e retiraram o animal. 

O ex-vereador tinha acabado de retornar para o veículo que conduzia rumo a Nova Alvorada do Sul. Ao fazer a conversão acabou batendo de frente com um ônibus. O socorro foi acionado, mas Barbosa não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Jurema foi encaminhada para a Santa Casa. 

Os passageiros do ônibus, da empresa Ormeños de Lima/Peru, não se machucaram. Eles foram levados para um posto de combustíveis, onde ficaram à espera de outro veículo para terminarem a viagem.

O ACIDENTE 

O acidente de trânsito aconteceu na manhã desta sexta-feira, na BR-163, em Campo Grande. Adelino Barbosa de Oliveira estava em veículo Gol que bateu contra um ônibus lotado com 32 passageiros que seguia de São Paulo a Lima, no Peru.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito foi parcialmente interditado, mas sem congestionamento, na altura do quilômetro 438. 

 
  • (Álvaro Rezende/Correio do Estado)
  • (Álvaro Rezende/Correio do Estado)
  • (Álvaro Rezende/Correio do Estado)
  • (Álvaro Rezende/Correio do Estado)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também